Futebol

Abel lembra o Inter e lamenta derrota na Arena: “Queria fazer duas torcidas felizes”

Publicado às

Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Inter

Foto: Inter

Crédito: Foto: Reprodução/Esporte Interativo

Apesar de ter saído “satisfeito” com o desempenho do Fluminense, o técnico Abel Braga não conseguiu cumprir os seus dois objetivos nesta quarta-feira, quando o tricolor carioca visitou o Grêmio, na Arena, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. No final de sua coletiva de imprensa, registrada pelo Torcedores.com, o treinador disse que veio a Porto Alegre querendo fazer “duas torcidas felizes”.

Uma, evidentemente, era a do próprio Fluminense, que mesmo em menor número marcou presença no estádio gremista. A outra era a torcida colorada, fortemente identificada com o treinador sobretudo pela grande campanha no ano de 2006, quando o clube, sob comando de Abel, venceu pela primeira vez a Libertadores e o Mundial de Clubes da Fifa – este sobre o Barcelona de Ronaldinho Gaúcho.

LEIA MAIS:

Felipe Melo rasga elogios ao Inter, e D’Ale devolve gentileza: “Queria ele no meu time”

Jornalista “tira” Inter da briga na Copa do Brasil: “Sabe qual a chance de ganhar? Zero”

“Eu gosto muito de Porto Alegre, gosto sempre de vir jogar aqui. Se pegar a minha carreira, aqui foi o lugar que mais treinei. Tanto que hoje vim jogar com o Grêmio e queria fazer duas torcidas felizes. Uma é a do Fluminense, óbvio, e a outra é a torcida colorada. Infelizmente não deu”, disse o técnico tricolor, aos risos.

Abel Braga teve passagens pelo Inter em 1988, 1995, 2006, 2007 e 2014. Além das já citadas conquistas de 2006, ele também ficou marcado por ser o treinador no clube na vitória de virada no chamado Gre-Nal do século em 1989. Sua última passagem, em 2014, rendeu uma classificação direta à fase de grupos da Libertadores no ano seguinte.

Barcelona
Abel Braga não esconde seu carinho pelo Inter (Divulgação/Inter)

Derrota justa na Arena

Abel admitiu que viu justiça na vitória do Grêmio sobre o Fluminense, mas citou um “exagero” no placar de 3×1, que dá interessante vantagem ao time gaúcho para o jogo da volta. O técnico lamentou erros defensivos nos gols gremistas, especialmente no segundo, de Barrios, em bola parada.

“Se analisar bem, os lances dos gols, tivemos erros que normalmente não cometemos. A gente sabia que o Grêmio iria se atirar. O Grêmio não encontrava espaços, a gente teve três contragolpes, mas não espetamos. Eles empataram. Voltamos bem para o segundo tempo, melhor do que o Grêmio. Erramos. Sofremos gol no primeiro poste de escanteio, tenho dois homens ali. A vitória foi justa, mas de três gols foi um pouco exagerado. Nós produzimos. A diferença de um gol seria justa”, comentou o treinador.

O jogo da volta está marcado para o Maracanã, no dia 31, às 19h30. Para avançar às quartas, o Fluminense precisará vencer por 2×0. Um novo 3×1 força os pênaltis.

Veja um trecho da coletiva de Abel Braga: