ACBF derrota Cerro Porteño e conquista a Libertadores de Futsal

A América do Sul é laranja. A Associação Carlos Barbosa de Futsal (ACBF) conquistou o tetracampeonato da Copa Libertadores de Futsal 2017, ao vencer o Cerro Porteño (Paraguai), por 2 a 1, na noite deste domingo (28), em Lima, no Peru. Os gols da decisão foram marcados por Júlio Zanotto e Kevin para a ACBF. Abdala descontou para os paraguaios.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Crédito da imagem: Twitter oficial/Federação Peruana de Futebol (FPF)

A equipe já havia levantado o troféu da competição em 2002, 2003 e 2010. Além da conquista de forma invicta, a campanha da laranja mecânica teve números expressivos – foram 24 gols feitos e nove sofridos, em seis partidas disputadas.

LEIA MAIS:
Confira os times, jogos e a tabela da Copa Libertadores de Futsal 2017
ACBF garante vaga na final da Copa Libertadores de Futsal

Chances perdidas e vantagem mínima

O goleiro titular do Carlos Barbosa, Léo Oliveira, que se contundiu nas quartas de final, ainda sentia dores no joelho e ficou no banco de reservas para a permanência de Henrique. Cautelosa, a ACBF permitia a maior posse de bola dos paraguaios. O primeiro lance de perigo na etapa inicial foi do Cerro Porteño, em chute de Ayala.

O jogo era bastante pegado, como já era o esperado. Depois de uma dividida, o ala Felipe Valério levou a pior e teve que ser atendido fora de quadra, com uma suspeita de luxação no braço. Em lance polêmico, aos 10min, após contra-ataque da ACBF, o goleiro Gímenez saiu da meta e cometeu falta dura em Kevin, mas a arbitragem aplicou somente o cartão amarelo, para a insatisfação da comissão técnica barbosense.

A ACBF foi adquirindo confiança e crescendo na partida. Aos 12mim, o time brasileiro teve um tiro livre, devido o estouro do número de faltas do Cerro Porteño. O capitão Marlon teve a oportunidade de abrir o placar, mas não conseguiu converter. As jogadas eram criadas, mas a bola teimava em não entrar. Em bom chute de Júlio Zanotto, o arqueiro do Cerro fez ótima defesa e no rebote Mithyuê mandou pra fora.

Mas, a insistência do Carlos Barbosa foi premiada no último minuto do primeiro tempo. Bruno Souza partiu pra cima de Herrera e sofreu falta. E desta vez, Júlio Zanotto não desperdiçou o segundo tiro livre no jogo. O ala chutou forte, Gímenez ainda tocou na bola, mas não foi o suficiente para evitar o gol.

Pressão final e grito de campeão

Diferentemente do início do primeiro tempo, o Carlos Barbosa dominava a etapa final. As jogadas do Cerro Porteño esbarravam na marcação precisa da equipe do técnico Marquinhos Santos. E o gol da tranquilidade veio aos 7min. Kevin recebeu a bola e finalizou sem chances de defesa.

Ansioso com o resultado negativo, o time do Paraguai além de errar bastantes passes ainda cometia faltas em sequência. Apesar de não conseguir criar, o Cerro Porteño conseguiu chegar ao seu gol num lance de bola parada. Abdala, em cobrança de falta, superou a barreira e também o goleiro Henrique, colocando mais emoção na reta final. A partir daí, os paraguaios foram para o tudo ou nada na estratégia do goleiro-linha. Mas, não foi o suficiente, a ACBF segurou a pressão e levantou o caneco.

Carlos Barbosa ainda conquistou mais quatro prêmios. Deives foi o artilheiro, com sete gols marcados e eleito o melhor jogador da Libertadores. Léo Oliveira levou o de goleiro menos vazado e a equipe ainda faturou o troféu Fair Play (equipe mais disciplinada).

Mais cedo, o Bello Real Antioquia ficou com o terceiro lugar da Libertadores. Após empate em 2 a 2 no tempo normal, os colombianos venceram nos pênaltis, por 3 a 2. A ACBF volta à quadra só no dia 2 de junho (sexta-feira), contra a ABELC, pela Liga Gaúcha de Futsal, no Centro Municipal de Eventos Sérgio Luiz Guerra, em Carlos Barbosa /RS, às 20h15.

Confira os jogos e os resultados da Copa Libertadores de Futsal 2017 (*):

Disputa do 3º lugar – 28/05 (domingo)

AFEMEC 2 (3) x (2) 2 Bello Real Antioquia

Final – 28/05 (domingo)

Carlos Barbosa 2 x 1 Cerro Porteño

Campanha da ACBF:

Carlos Barbosa 4 x 1 Kimberley
Carlos Barbosa 5 x 3 Caracas FC
Carlos Barbosa 7 x 1 Panta Walon
Carlos Barbosa 2 (2) x (1) 2 Primero de Mayo
Carlos Barbosa 4 x 1 Bello Real Antioquia
Carlos Barbosa 2 x 1 Cerro Porteño