Tênis

Bicampeã, Sharapova não recebe convite e está fora de Roland Garros

Publicado às

Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.

Crédito: Getty Images

A tenista russa Maria Sharapova não jogará o torneio de Roland Garros, que começa no dia 28 de maio. Bernard Giudicelli, presidente da Federação Francesa de Tênis, recusou conceder um dos convites para a musa ex-número 1 do mundo e bicampeã em Paris.

LEIA TAMBÉM:
Saiba por que Roger Federer abriu mão de Roland Garros e do saibro em 2017

Brasil é o único país do tênis atual com um casal INTEIRAMENTE top 100; entenda

Atual número 211 do mundo, Sharapova não tinha ranking sequer para entrar no qualifying e tampouco recebeu um wild card para a fase prévia.

“Podemos ter convites para quem retorna por lesão, mas não para quem volta de doping. Lamento por Maria e por seus fãs, eles devem estar desapontados. Mas é minha responsabilidade proteger o jogo e ele ser disputado sem qualquer dúvidas sobre os resultados”, disse Giudicelli.

A lista de inscritas para Roland Garros se fecha 40 dias antes do início do evento – previamente inclusive ao término da suspensão de 15 meses que Sharapova cumpriu por doping, motivo pelo qual a Federação Francesa se recusou a dar um convite para a loira.

HISTÓRICO

Vale lembrar que o Grand Slam francês é onde a russa obteve seus melhores resultados da carreira, já que conquistou o torneio em 2012 e 2014. Para se ter uma ideia, desde 2011, Sharapova venceu 28 partidas e perdeu apenas três vezes no saibro parisiense.

O “não” da organização de Roland Garros aconteceu minutos antes da ex-líder do ranking desistir do jogo contra a croata Mirjana Lucic-Baroni pelo Premier de Roma alegando lesão na coxa esquerda. Com a vitória na estreia do torneio em Roma, ao menos Sharapova conseguiu ranking para disputar o qualifying de Wimbledon, no início de julho.