DESTAQUE

Bruno Silva revela bronca de Jair por cartões: ‘Jogador violento eu não sou’

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Divulgação/Botafogo

Bruno Silva escapou na última quarta-feira (3) de pegar uma longa suspensão pelo cartão vermelho recebido na final da Taça Rio por chutar a bola em cima do árbitro daquela decisão. No julgamento realizado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), o volante recebeu apenas uma sanção de três partidas.

Mesmo com o alívio de não se ver fora de campo por um longo tempo, o jogador admitiu que o Botafogo vem se preocupando com os cartões recebidos. Nesta quinta-feira (4), em entrevista coletiva, o jogador revelou que recebeu um ‘puxão de orelhas’ do técnico Jair Ventura, mas que não irá mudar o estilo de jogo na marcação.

LEIA MAIS

BOTAFOGO DIVULGA DATA DE LANÇAMENTO DE NOVO UNIFORME E CONVOCA TORCEDORES

BOTAFOGO É DESTAQUE EM PUBLICAÇÃO DA FIFA; SAIBA O MOTIVO

“(O Jair) conversou comigo, puxou a orelha também. Mas é Libertadores, o juiz deixa o jogo correr. No Campeonato Carioca, qualquer esbarrão dão falta. Não vou mudar minha forma de jogar. Serei o mesmo Bruno que fui até agora. Essas duas expulsões foram uma fatalidade, mas não vou colocar coisas na minha cabeça”, declarou Bruno Silva.

“Jogador violento eu não sou. A gente fica chateado com isso, porque ninguém gosta de ser expulso. Tenho 70 jogos aqui e umas duas ou três expulsões. Todo mundo corre esse risco e vou me cuidar para tomar menos cartões. Mas minha forma de jogar será a mesma”, completou.

(Crédito da foto:Divulgação/Botafogo)