DESTAQUE

Veja o que os comentaristas de TV disseram da derrota do Botafogo na Libertadores

Publicado às

Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.

Crédito: Crédito da foto: Reprodução/ Vídeo

Na noite de ontem (terça-feira), o Botafogo sofreu sua primeira derrota nessa Copa Libertadores 2017, jogando no Nilton Santos, foi derrotado por 2 a 0 pelo Barcelona de Guayaquil, os gols foram marcados por Ayoví e Jonatan Álvez.

Com esse resultado o Fogão fica na segunda colocação, com 7 pontos, na quinta rodada do Grupo 1, enfrenta o Atlético Nacional que com 3 pontos, aparece na terceira posição, portanto, vencer é essencial para poder se garantir nas oitavas de final da competição continental, o duelo é novamente no Engenhão.

LEIA MAIS:

Barcelona de Guayaquil x Botafogo: Assista aos melhores momentos do jogo

Confira o que os comentaristas de TV disseram dessa derrota da Estrela Solitária:

PVC (comentaristas dos canais Fox Sports): destacou que o time de General Severiano perdeu a chance de garantir neste jogo a classificação ás oitavas de final da Libertadores, ele comentou que o time equatoriano esperou no campo de defesa, já o Botafogo “trocou passes, mas não é um time criativo”, ele ainda não esqueceu de mencionar que o segundo gol do Barcelona de Guayaquil foi em uma falha de Gatito Fernández.

Raphael Rezende (comentarista do SporTV): “O Botafogo foi uma equipe muito mais exposta do que a média, entrega não faltaria é um time muito dedicado em campo, tanto que no segundo tempo se superou para criar oportunidades, faltou organização e a organização veio da escalação inicial”, criticou.

Paulinho Criciúma (ex-jogador e comentarista do SporTV): gostou da escalação inicial do Botafogo, mas criticou o zagueiro Carli, segundo ele o defensor é “pesado, de difícil deslocamento, sem velocidade”, citando o erro de posicionamento do jogador e a falta de cobertura no primeiro gol do Barcelona-EQU.

Sergio Xavier Filho (comentarista do SporTV): “Desde que o Jair surgiu no futebol um negócio me chamou mais atenção nele é a história da meritocracia, o jogador joga bem a segunda partida e vai lá escala, o Guilherme entrou bem em dois jogos, aí começou contra o Sport resolve, dois gols, colocou o Guilherme o time ficou um pouco diferente, ficou mais arrojado, será que essa armadilha da meritocracia, que claro está e certo, legal, mas tem que mexer tanto taticamente na equipe”, afirmou.