DESTAQUE

FIFA pode acabar com Copa das Confederações depois da Rússia

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Facebook FIFA Confederations Cup

A Copa das Confederações pode estar com os dias contados. De acordo com informações divulgadas pelo site GloboEsporte.com, a FIFA, entidade responsável pelo futebol no mundo, não pretende continuar organizando a competição.

O evento é tradicionalmente realizado um ano antes da Copa do Mundo como teste, envolvendo o país sede, os campeões continentais e também o campeão do último mundial. Em 2017, o torneio acontece na Rússia entre os dias 17 de junho e 2 de julho, com participações de Portugal, Alemanha, Chile, México, Nova Zelândia, Austrália e Camarões, além dos anfitriões.

LEIA MAIS:
DANIEL ALVES COMEMORA TÍTULO E PULA EM PESCOÇO DE REPÓRTER; ASSISTA

Segundo as informações do GloboEsporte.com, há várias causas para o fim da Copa das Confederações, como o fracasso comercial da edição na Rússia que vendeu menos de metade dos ingressos disponíveis; a pouca importância dada pelas seleções, visto que a Alemanha vai com um time alternativo em 2017; fora a dor de cabeça em relação à Copa de 2022 em dezembro por conta do calendário de clubes europeus e um ano antes teria o mesmo empecilho.

No entanto, mesmo com o provável fim da competição envolvendo os campeões continentais, ainda não se sabe qual espécie de torneio a substituirá no calendário do futebol. Há a ideia de disputar um evento-teste no país que receberá a Copa do Mundo, como o Mundial de Clubes ou o Mundial Sub-20, a exemplo do que acontece no feminino.

A Copa das Confederações teve sua primeira edição realizada em 1992, na Arábia Saudita, com o nome de Copa Rei Fahd, mudando para o mesmo nome de hoje em 1997. O Brasil é o atual e maior campeão do torneio com quatro canecos, seguido pela França (2), México (1), Dinamarca (1) e Argentina (1).