DESTAQUE

Copa Intercontinental pode voltar, diz presidente da Conmebol

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Facebook Conmebol

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, afirmou em entrevista à rádio Monumental do Paraguai, durante o programa “Fútbol a lo grande”, que está negociando junta à UEFA o retorno da Copa Intercontinental ao calendário do futebol, ou seja, um confronto entre o campeão da Copa Libertadores da América e o da Liga dos Campeões da Europa para 2018.

“Estamos negociando para que os campeões da Libertadores e da Sul-Americana enfrentem os campeões europeus. A Intercontinental se jogaria em um campo neutro, não descarto que seja na China”, revelou o mandatário.

LEIA MAIS:
JORNAL FRANCÊS COLOCA TITE ENTRE OS 50 MELHORES TÉCNICOS DO MUNDO; VEJA LISTA

Considerado pelos clubes brasileiros como um título mundial, o torneio envolvendo o campeão sul-americano e o europeu foi disputado pela última vez em 2004, quando o Porto foi campeão sobre o Once Caldas em disputa de pênaltis. Depois disso, a Fifa decidiu pela realização de competição englobando os campeões continentais de todo planeta.

De acordo com o diário AS, da Espanha, a possibilidade de realização da Copa Intercontinental se dá principalmente por conta das ofertas econômicas de países interessados em sediar o torneio e também os direitos televisivos, dois fatores que proporcionaram as negociações entre as entidades do futebol na América do Sul e Europa.

Participações de brasileiros

As equipes do Brasil costumam considerar o título da Copa Intercontinental como um Mundial, mesmo com a Fifa tendo divulgado recentemente que reconhece apenas as competições organizadas por ela. Santos (1962 e 1963) e São Paulo (1992 e 1993) têm dois canecos cada, enquanto Grêmio (1981) e Flamengo (1983) possuem um. Cruzeiro (1976 e 1997), Palmeiras (1999) e Vasco (1998) foram vice-campeões.