Futebol

Corinthians avança com folga na Sulamericana

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Campeão paulista e cada vez mais encorpado e confiante, o Corinthians derrotou a Universidad de Chile por 2×1, em duelo realizado em Santiago (CHI), nessa quarta-feira (10), e carimbou o passaporte para a próxima fase da Copa Sulamericana. Com o resultado, o placar agregado ao da primeira partida reflete a superioridade corintiana: 4×1.

Diferentemente do que aconteceu em Itaquera, no Chile o Corinthians mandou no jogo durante os 90 minutos. A vantagem por 2×0 conquistada no final da partida em São Paulo deu a tranquilidade que a equipe do técnico Fabio Carille queria para o duelo da volta.

LEIA MAIS:
UNIVERSIDAD DE CHILE 1×2 CORINTHIANS: ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS

Jogando bem postado defensivamente, com duas linhas de quatro e dois jogadores flutuando entre elas para auxiliar na marcação, o alvinegro pouco sofreu. E quando o ferrolho corintiano, com os 11 jogadores posicionados atrás da linha de meio-de-campo, foi superado, a Universidad criou boas chances, mas parou nas mãos de Cássio.

Eficiente, o clube paulista criou menos oportunidades, mas aproveitou melhor. Em uma delas, Rodriguinho avançou pela esquerda, driblou dois jogadores e bateu cruzado para abrir o placar aos 37 minutos da primeira etapa.

Em desvantagem, a La U precisou se abrir para atacar e os 45 minutos finais foram bem divertidos para quem não torce para nenhuma das equipes, pois era ataque contra ataque. E novamente o Corinthians foi mais eficiente, ampliando o marcador aos 11 minutos do segundo tempo com Jadson, após passe açucarado de Jô. Com o 2×0, apenas se sofresse cinco gols o alvinegro seria eliminado.

A tranquilidade com a vantagem construída acabou afetando a zaga corintiana, que acabou bobeando e deixando Mora livre para escorar de cabeça um cruzamento milimétrico de Beausejour. Entretanto, o recado foi entendido e, com a atenção redobrada, a La U pouco criou depois disso. E quando se aventurava no ataque, logo sofria com contra-ataques perigosíssimos do Corinthians, sempre puxados por Rodriguinho, Jadson ou Jô.

Nos minutos finais, Reyes e Jara perderam o controle emocional e foram expulsos por agressão, facilitando a vida do clube brasileiro até o apito final que colocou o alvinegro na próxima fase. Agora, o Corinthians aguarda o sorteio para descobrir seu próximo adversário.

Destaques:

Universidad de Chile: o atacante Mora infernizou a zaga corintiana: correu, driblou, finalizou e, de tanto insistir, marcou um gol. Se tivesse mais qualidade, poderia ter aproveitado melhor o alto número de finalizações. Como ponto negativo, o descontrole de parte da equipe no final do jogo, agredindo os corintianos.

Corinthians: o quarteto Cássio, Rodriguinho, Jadson e Jô tomou conta do jogo. Cássio fechou o gol e fez pelo menos três grandes defesas. Rodriguinho marcou um gol, participou de outro, provocou os rivais e causou uma expulsão… Jadson marcou gol, acertou a trave e foi o camisa 10 esperado pelos corintianos. E Jô, com uma assistência e muita movimentação, foi solidário para a equipe e fundamental para abrir espaços na defesa chilena.