DESTAQUE

Corinthians sofre cinco processos na justiça por calote

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Corinthians

Crédito: Divulgação/Arena Corinthians

Apesar das iminentes contratações do atacante Clayson (ex-Ponte Preta) e do lateral direito Cicinho (atualmente no Ludogorets da Bulgária), os processos contra o Corinthians, por falta de pagamento, se acumulam.

Atualmente são cinco processos em que o clube é réu. Quatro, são por falta de pagamento em transferências de jogadores: o clube é alvo de ação do  SEV Hortolândia, clube mantido por empresários, duas vezes: em R$ 1,2 milhão pela transferência do volante Petros, em 2015, e R$ 320 mil pela compra do zagueiro Vilson. O Coritiba cobra o valor de R$ 900 mil por parcelas não pagas do atacante Kazim e a Penapolense quer os seus 1,7 milhão pelo calote na compra do meia Marlone. Só com essas transações os débitos chegam aos pouco mais de R$ 4 milhões.

LEIA MAIS: ARENA CORINTHIANS LANÇA PROJETO PARA REALIZAR CASAMENTOS

Soma-se a esses casos, a ação protocolada pela  “Ferronor Comércio de Ferro e Aço Ltda”, que fez toda parte metálica da nova sede do Corinthians. A divida é de R$ 17.847,78, segundo a Justiça do Estado de São Paulo. O departamento jurídico do timão tem 15 dias para apresentar defesa em cada uma das causas. Com informações do Jornal Lance!