Futebol

Cruzeiro prorroga prazo para se defender do “caso Ábila” na Fifa

Publicado às

Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com

Cruzeiro

Crédito: Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Intimado pela Fifa, a diretoria do Cruzeiro aumentou o prazo para se defender do ‘Caso Ábila” e explicar como estão as situações na entidade máxima. Em entrevista ao site “Super Esportes“, o advogado da Raposa, Breno Tanure, explicou como está o andamento do processo para resolver a situação.

“É um procedimento normal. A Fifa nos concedeu um prazo maior para analisar a documentação e responder”, diz o especialista em direitos desportivo internacional e está cuidando do caso do Cruzeiro na Fifa.

LEIA MAIS:
CONFIRA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO CRUZEIRO QUE BOMBARAM NESTA QUARTA-FEIRA
ROMERO MANIFESTA SOBRE O SEU FUTURO NO CRUZEIRO: ‘QUERO FICAR ATÉ DEIXAR A MINHA MARCA’
SAIBA COMO O ATACANTE RAFAEL MARQUES PODE JOGAR NO TIME DO CRUZEIRO

Breno explicou por que o caso demora e pode levar até três anos: “Demora. Tem essa primeira etapa. Depois deve ouvir as partes mais uma vez. Tem a fase de apelações. É longo. Acredito que pode se estender por até três anos”, diz Tanure.

Atualmente, o Cruzeiro tem uma dívida de U$1,5 milhão, algo em torno de R$ 4,8 milhões pela compra de 50% dos direitos econômicos do atacante Ramón Ábila. Para o Huracán, o Cruzeiro pagou U$ 2,7 milhões em agosto do ano passado, dois meses depois de ter comprado o atleta.