Futebol

Solidariedade! Elenco do Vasco visita crianças com câncer em Instituto

Publicado às

Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O elenco do Vasco deu uma pausa nos treinamentos intensos para o início do Brasileirão e visitou nesta quinta-feira (04) o Instituto Nacional do Câncer (INCA), na Praça Cruz Vermelha, no Centro do Rio de Janeiro.

Os jogadores deram um pouco de alegria às crianças que sofrem da doença. Os pacientes tiraram muitas selfies e receberam presentes. Em entrevista ao site oficial do Gigante da Colina, o meia Andrezinho contou como foi passar alguns momentos no local.

VEJA MAIS:
Estoril adquire direitos econômicos de revelação do Vasco 
Vasco prorroga contrato de goleiro até o fim de 2019 
Gilberto destaca rápida adaptação a novo esquema tático no Vasco 

“Foi uma experiência única. Vimos um outro lado da vida. Às vezes a gente dá muita ênfase aos nossos problemas e não olhamos as pessoas que estão ao lado. Isso nos fortalece. Fico feliz de ter transmitido uma energia positiva e de levar um pouco de alegria. Fiquei muito emocionado. Você começa a pensar nos familiares, nas crianças e vê as crianças tão frágeis, tão inocentes e de uma pureza muito grande”, disse.

O técnico Milton Mendes também esteve presente e destacou a importância dos seus atletas valorizarem a visita.

“O principal objetivo nosso com essa visita ao INCA, onde conhecemos as crianças que têm necessidades, carências, foi para aprendermos um pouco com elas e também fazermos o nosso trabalho social. Os nossos atletas puderam entender que existem outras vidas, outras pessoas com uma dificuldade muito grande. Nós temos uma vida extraordinária, temos um dom e temos que valorizar muito”, disse o treinador.

Não foi a primeira vez que Milton realizou este tipo de atividade solidária.

“Já fiz isso em outros clubes e sempre foi importante por conta do aprendizado que a gente tem com as crianças. Tentaremos fazer isso como uma rotina do trabalho. Não treinamos no campo, mas fizemos outro tipo de treino. Treinamos o nosso coração, nosso espírito de solidariedade porque nós temos uma responsabilidade muito grande com a sociedade. Ver que os problemas que nós temos são mínimos”, completou.

Após a quinta-feira solidária, os jogadores retomam aos treinamentos nesta sexta-feira. Eliminada no Campeonato Carioca e na Copa do Brasil, a equipe só volta a campo no próximo dia 14 de maio (domingo), contra o Palmeiras, no Allianz Parque, pela primeira rodada do Brasileirão.