Futebol

Felipe Melo fala sobre punição da Conmebol: “Apenas me defendi”

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Palmeiras

Crédito: Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

O volante Felipe Melo falou pela primeira vez sobre a punição imposta pela Conmebol, entidade que rege o futebol sul-americano, por causa da confusão após a partida contra o Peñarol, em Montevidéu. O jogador palmeirense pegou um gancho de seis jogos, mas já cumpriu um.

“É complicado falar. De repente, na próxima vez, vou ser massacrado e linchado para que não aconteça uma punição como essa. Eu apenas me defendi. Tentei de toda maneira não brigar, mas tenho de me defender. Somos vítimas. Mas vamos deixar a punição com o jurídico, já mostramos nossa insatisfação”, disse Felipe Melo em entrevista ao SporTV.

Além da punição ao jogador, o Palmeiras também foi punido – o clube não terá torcida em três jogos como visitante e terá que pagar uma multa de 80 mil dólares para a Conmebol.

Revoltado, o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, garantiu que o clube irá recorrer da decisão. “Mais uma vez é revoltante. Como foi no caso do Felipe Melo (levou seis jogos de punição). A gente não consegue entender os critérios, como que é feito o negócio. O Palmeiras é vítima, quem estava lá sabe disso. No caso a torcida, como o Felipe, se defendeu. Nós temos uma Libertadores com desequilíbrio técnico, a verdade é essa. O que vai acontecer de agora até o fim a gente não sabe, mas é um desequilíbrio técnico”, disse o dirigente antes do confronto contra o Internacional.

“As imagens estão aí. Seguranças, que deveriam cuidar, estavam jogando pedra e lata de lixo nos torcedores do Palmeiras lá. O Palmeiras vai recorrer. A gente não sabe como que é feita as coisas lá, a verdade é essa e há anos falamos isso. O Palmeiras vai recorrer e agora temos uma Libertadores com desequilíbrio técnico”, completou Mattos.