Extra-campo

O futebol brasileiro está perdendo a graça porque esqueceram sua essência

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito da foto: Reprodução

Anos 90 favela do Campo Limpo, rua de cima contra rua de baixo, grande clássico do futebol que valia Tubaína, jogo muito disputado!

A regra era simples, vira 5 acaba 10, falta era falta e acabou, não adiantava discutir! Quem tinha uma condição melhor comprava o desejado Kichute, agora se não dava para comprar, jogava futebol descalço mesmo, se estoura se a tampa do dedão colocava terra vermelha em cima e segue o jogo!

LEIA MAIS:
FUTEBOL: ESSE É O NOSSO IDIOMA

A malandragem (no bom sentido) da rapaziada era lindo de ver, a destreza que os jovens tinham era incrível! Eram naqueles campos vermelhos de terra batida que os craques apareciam, não tinha frescura sim FUTEBOL e cheio de arte, pois era na favela que estavam os craques.

Quando um clube precisava de alguém com alegria nas pernas, era nas quebradas que iam buscar!

Havia um jovem chamado Leonardo, morador da rua de cima ele teve uma vida muito diferente dos moradores da rua de baixo, jogava no Clube Pequeninos do Jóckey,jogar lá era o sonho de todos os meninos apaixonados por futebol, fora os grandes clubes só o Pequeninos tinha uma boa estrutura e dava grandes oportunidades!

Mesmo com tudo isso, foi jogando com os moleques da favela que o Leonardo entendeu que o futebol é arte, ginga e tem contato! Um lindo gol é aquele que mesmo aos trancos e barrancos o atleta chega lá, tipo aquele que um tal de Ronaldo fez com a camisa do Barcelona!

O nosso personagem não se tornou um jogador profissional, mas entendeu que a magia e a essência da bola vêm da favela. Esse esporte só é futebol quando caminham juntos a técnica, malandragem e a ginga, essa  soma dá aquela alegria nas pernas que um dia encantou o mundo!

Voltem a olhar para a favela, os craques estão por lá!

Minha mãe sempre diz:

– Filho você pode chegar ao mais alto degrau, mas nunca se esqueça da sua essência! E o nosso futebol chegou no mais alto degrau e está esquecendo da sua essência!