Futebol

Guarani se reforça para a Série B e Richarlyson já é alvo de protestos

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Guarani

Crédito: imagem: Site Oficial do Guarani

O Guarani continua reforçando o elenco para a disputa da segunda divisão do campeonato brasileiro.

Os novos contratados do Guarani são Richarlyson, tricampeão brasileiro e campeão mundial pelo São Paulo, Caíque, atacante de 23 anos, destaque do Taubaté na série A2 do campeonato paulista deste ano, e Juninho, meio-campista de 21 anos emprestado pelo Palmeiras e que esteve no Criciúma na última temporada. Os reforços se juntam ao goleiro Vágner, também emprestado pelo Palmeiras.

LEIA MAIS:
GUARANI ELIMINADO. VEJA SEIS MOTIVOS PARA A ELIMINAÇÃO BUGRINA

Richarlyson, que atuou no FC Goa da Índia na última temporada, é a contratação mais comentada até o momento. Hoje em sua apresentação já foi alvo de protestos de torcedores. Dois homens que estavam em uma moto teriam jogado pelo menos cinco bombas no estádio Brinco de Ouro durante a apresentação do jogador de 34 anos, que declarou estar confiante em seu sucesso no clube. “Nem Jesus Cristo agradou a todos. Estou aqui pela minha história no futebol e esse cara aqui do meu lado (Vadão) confia em mim. Isso é um ponto positivo. Sobre as pessoas que me rejeitam, depois vão me aplaudir. Isso é o mais importante. Ouvi coisas que eu não viria por estar chateado, mas eu não dei declaração alguma. Pediram sigilo na negociação e ninguém sabia disso. Existiram inverdades tentando manchar algo que não se mancha. Saiu em um jornal que eu não viria, mas estou aqui. Qual a credibilidade desse cara agora? – disse o polivalente jogador.

E quem está confiante com a contratação de Richarlyson, é o técnico Vadão, que agradece o esforço de Horley Senna, ex-presidente do clube que continua como colaborador. “É uma contratação de peso grande. Foi um pedido que fiz após ouvir do Richarlyson a vontade de ajudar o Guarani. Eu falei para o Horley, que nos atendeu. Assumo a responsabilidade, pois eu insisti. Tenho apenas que agradecer. Temos um jogador que foi campeão de tudo e que em outra situação jamais conseguiríamos trazer. Ele vai ter o papel de liderança e não irá ajudar apenas no campo com a bola rolando. Vai opinar quando eu solicitar – afirmou o técnico.

Outros reforços

Além de Richarlyson, Juninho, Caíque e Vágner também prometem fazer uma boa campanha com o Guarani.

Juninho disse que espera ser importante para o clube na temporada. “Estou feliz em ter acertado com o Guarani. Sou jovem e estou tendo uma oportunidade muito boa em um clube grande. É um time de muita história que conta com uma torcida presente. É um clube de série A. Joguei o ano passado pelo Criciúma. Tive uma sequência boa de jogos lá. A série B é muito disputada e chego aqui para somar e para ajudar o Guarani” – disse Juninho, que permanece em Campinas até o final da temporada.

Outro reforço, Caíque, que fez nove gols na A2 do paulista, segue as palavras de Juninho e esperar ajudar  o clube. “É o maior desafio que eu tenho. O Guarani é um time grande que tem uma camisa pesada, que tem torcida e acredito que é a minha maior oportunidade de aparecer. Vai ser a primeira vez que vou disputar a série B. A expectativa é a melhor possível. Vamos buscar primeiro a permanência e quem sabe tentar algo mais” – afirmou Caíque.

Os três contratados se juntam à Vagner, que esteve no Palmeiras na última temporada, onde chegou a atuar em quatro partidas mas não foi muito bem. O goleiro de 27 anos jogou o campeonato paulista desse ano pelo Mirassol.

Reformulando o elenco

Desde o final da série A2 do paulista, o clube já fechou com nove jogadores: Vágner (goleiro), Kevin (lateral-direito), Denner (meio-campo), Edinho (meio-campo), Juninho (meio-campo), Luiz Fernando (meio-campo), Richarlyson (meio-campo), Caíque (atacante) e Claudinho (atacante).

Além dessas contratações, a diretoria do Guarani espera anunciar novos reforços nos próximos dias. O zagueiro Willian Rocha e o lateral-esquerdo Eron estão a caminho do time. Breno, zagueiro do São Paulo é um desejo do técnico Vadão, que sabe que a contratação é muito difícil.

O Guarani estréia na série B do campeonato brasileiro no próximo sábado às 20h30, contra o Brasil de Pelotas em jogo que acontece em Campinas.