DESTAQUE

Mattos explica saída de Baptista e nega contato antecipado com Cuca

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Richarlison Palmeiras

Crédito: Foto: César Greco / Ag.Palmeiras / Divulgação

“Cuca e Palmeiras é um casamento muito forte”, assim define Alexandre Mattos, eleito ontem como o melhor executivo do futebol brasileiro na 1ª Conferência Nacional de Futebol (Conafut). Após a demissão do então treinador da equipe alviverde Eduardo Baptista, não demorou muito para a escolha do mais “novo” comandante.

Muito se falou na ocasião que Cuca já estaria apalavrado com o Verdão antes mesmo de sacramentar a saída de Baptista. O próprio Mattos tratou de negar o episódio. “Jamais, jamais. O Eduardo saiu na quinta-feira à noite. A partir daí, na sexta-feira, falamos com o Cuca. Foi muito rápido porque era um desejo muito forte”, declarou ele.

LEIA MAIS:

PERUCA, BALADA E FLAGRA: EX-PALMEIRAS REVELA SITUAÇÃO CURIOSA COM TREINADOR NO VERDÃO
CUCA DIZ QUE LIGOU PARA EDUARDO BAPTISTA E REVELA PROPOSTA DE CLUBE BRASILEIRO
GANSO NO PALMEIRAS? EMPRESÁRIO EXPLICA SITUAÇÃO DO JOGADOR; CONFIRA
LATERAL NA MIRA DO PALMEIRAS CONFIRMA: “MEUS EMPRESÁRIOS ESTÃO EM SÃO PAULO”

Depois de decidir pela troca no comando técnico, Mattos afirma que o nome de Cuca acabou sendo unânime dentro do clube. Segundo o “homem forte” do futebol do Palestra, o cenário com Baptista não estava da forma como todos internamente esperavam.

O Cuca saiu no começo do ano por problemas particulares. Tentamos convencê-lo a ficar, mas ele realmente tinha algumas coisas familiares muito fortes. Depois, chegamos à conclusão de que os caminhos tomados não estavam de acordo com o que imaginávamos para o nosso presente e o nosso futuro. Ficamos na possibilidade de contatar alguns treinadores, e o Cuca foi uma unanimidade”, relatou

Em entrevista recente à Rádio Bandeirantes, Cuca revelou ter ligado para Eduardo Baptista. “Falei com ele, fiz questão de ligar para o Eduardo e conversar com ele. É uma pessoa magnífica, dispensa comentários. Não tenho dúvidas que será um dos grandes nomes e está percorrendo o caminho natural que todo jovem treinador percorre, com alguns percalços. Acho que os números dele no Palmeiras eram muito bons, mas era uma pressão muito grande. Pelo investimento que fez, criou-se uma pressão que ganhar de 1 a 0 não está bom, precisa convencer. Talvez o Palmeiras seja o único clube com este rótulo no país. E no primeiro jogo que ele perdeu já teve muita consequência“.

Durante o tempo que ficou inativo, Cuca admite ter recebido convites de outros clubes. Um deles, inclusive, do mercado brasileiro. “Recebi proposta de dois países do mercado asiático e aqui do Brasil também“, completou ele que preferiu não revelar o nome das equipes.