Futebol

Opinião: falta de sequência e erros nas alterações complicam Palmeiras de Eduardo Baptista

Publicado às

Nascido em Sorocaba, acompanha futebol desde os 8 anos e é apaixonado pelo europeu. Tem simpatia pelo Argentino e também gosta muito do Brasileiro. Basquete é outra opção boa.

Crédito: Cesar Greco/Ag.Palmeiras

O Palmeiras não vive um ano excelente, apesar de estar bem colocado na Copa Libertadores e ser o atual campeão brasileiro, o alviverde tem passado por problemas nas últimas semanas

LEIA MAIS!

Opinião: defesa do Grêmio ainda é um problema a ser resolvido por Renato Gaúcho

Muito criticado pela imprensa e torcida, o técnico Eduardo Baptista até tem conseguido fazer o time conquistar os jogos, sendo que o Palmeiras é o líder do seu grupo na Libertadores e tem apenas uma derrota na competição, porém o futebol não tem aparecido.

O principal ponto é que esse Palmeiras não tem conseguido dar prazer ao torcedor, pois é um time que vive muito de contra-ataque e no erro do adversário, mas que isso nem sempre irá acontecer e a derrota diante do Wilstermann ilustra muito esse pensamento.

Além disso, não consigo ver uma continuação nos jogos do Palmeiras, cada partida é um estilo diferente e apesar de ter conseguido fazer o time crescer em alguns momentos do Paulistão, Baptista não encontrou uma formação que a equipe desse uma resposta imediata, muito por conta de que ele não testa muito as mesmas formações e com isso fica mais difícil saber em qual estilo o Verdão se dá bem.

Por fim, um erro claro do filho de Nelsinho é mexer errado, todo jogo tem alguma alteração confusa, seja antes do jogo na escalação ou durante a partida. Contra o Peñarol, ele errou na escalação e consertou no segundo tempo, já diante dos bolivianos do Wilstermann, o Palmeiras estava um time para ataques rápidos e no momento em que a equipe mais precisava das bolas pelos lados, ele sacou Willian e colocou Borja.

Ou seja, o Palmeiras é um time sem continuidade em questão de estilo de jogo e também é uma equipe que tem um treinador sem conhecimento do elenco. Enfim, um time que pode ser brilhante, está longe de ser o rei das Américas.

Foto: Cesar Greco/Ag.Palmeiras