DESTAQUE

Peruca, balada e flagra: Ex-Palmeiras revela situação curiosa com treinador no Verdão

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Maurício Nascimento ex-zagueiro Palmeiras

Crédito: Cesar Grecco

O zagueiro Maurício Nascimento, ex-Palmeiras, conquistou o campeonato russo no início deste mês defendendo as cores do Spartak Moscou. Após ser transferido pela Lazio, o defensor de 28 anos ajudou o time a quebrar um jejum que já durava 16 anos sem erguer a taça do nacional.

Antes de desembarcar no futebol europeu, Maurício acabou ficando marcado pela briga com o atacante Obina durante uma partida contra o Grêmio no Brasileirão de 2009. Na ocasião, o Palmeiras não passava por um bom momento e na saída para o vestiário quando era derrotado pela equipe gaúcha, ambos acabaram se desentendo e foram expulsos.

LEIA MAIS:

CUCA DIZ QUE LIGOU PARA EDUARDO BAPTISTA E REVELA PROPOSTA DE CLUBE BRASILEIRO
GANSO NO PALMEIRAS? EMPRESÁRIO EXPLICA SITUAÇÃO DO JOGADOR; CONFIRA
LATERAL NA MIRA DO PALMEIRAS CONFIRMA: “MEUS EMPRESÁRIOS ESTÃO EM SÃO PAULO”
EMPRESÁRIO DE PABLO REVELA CONTATO DE QUATRO GRANDES CLUBES DO BRASIL

O jogador entende que errou, mas acredita que a situação poderia ter sido contornada de outra forma pela diretoria.

Minha saída do time foi um dos piores momentos da minha vida e carreira. O mais triste é porque eu nunca esperava ter sido tratado daquele jeito. Apesar do grande erro que cometi, e eu assumo isso, não esperava ser tratado daquela forma pelo clube depois de 10 anos de serviços prestados. Fui mandado embora e nem pude voltar no mesmo voo que o grupo para São Paulo“, declarou Maurício em entrevista à ESPN Brasil.

Eles poderiam ter me colocado para treinar em outro horário, treinar separado numa tarde de sol, sei lá… Fui tratado como um nada e isso me entristeceu muito“, completa.

Campeão em 2008

Maurício Nascimento recorda quando foi relacionado pela primeira vez no Verdão e destaca a saudade daquele elenco vencedor do Paulistão.

O Luxa me pegou de surpresa e me colocou pra jogar numa linha de três zagueiros com o Henrique e o Gustavo, que estavam voando. Eu aproveitei e consegui deixar uma boa impressão. Depois, ele me usou de volante em algumas ocasiões. Fiz cinco jogos e fomos campeões. Depois, atuei mais 32 partidas no Brasileiro. Joguei só com craques de bola, como Denílson, Marcos, Valdivia, Leandro ‘Buchecha’, Léo Lima, Diego Souza. Eu fui muito bem recebido no grupo. Eu tinha 18 anos só e animava ainda a galera. Era como se eu fosse um filho pra eles, que me colocavam em tudo e nunca me deixavam de fora“.

Maurício Nascimento ex-zagueiro Palmeiras
Divulgacao
Auxiliar de peruca na balada

Nos tempos em que esteve na Academia de Futebol, Maurício relata uma situação curiosa que acabou virando piada entre os atletas palmeirenses. Sem preferir citar o ano, ele conta que a mando do treinador, seu auxiliar utilizou uma peruca na tentativa de flagrar jogadores nas famosas baladas da capital paulista.

No entanto, o tiro acabou “saindo pela culatra” e o membro da comissão técnica acabou sendo reconhecido.

Uma vez um técnico mandou um auxiliar dele ir a um bar que rolava um pagode pra ver tinha jogadores por lá. Nesse dia, um dos jogadores que estava lá acabou reconhecendo o cara, que estava disfarçado de peruca, acredita (risos)?“, gargalha.

Ele não queria ser reconhecido, mas aí desmascararam o cara (risos). No dia seguinte, no treino, todo mundo tirou sarro. ‘Ué, ontem você tinha cabelo, agora está careca? Como assim, seu cabelo estava tão bonito ontem (risos)! A turma era engraçada demais“, sorri