DESTAQUE

3 jogos que foram responsáveis pela queda de Baptista no Palmeiras

Publicado às

Jornalista formado pela FIAM-FAAM. Setorista do Internacional e do Fluminense no Torcedores.com. Também escreve sobre o Palmeiras no site. Contato: mohamed.nassif12@hotmail.com

Palmeiras

Foto: Palmeiras

Crédito: Foto: Cesar Greco

Eduardo Baptista não é mais técnico do Palmeiras. O Verdão anunciou a saída do comandante na noite desta quinta-feira, após a volta da equipe para o Brasil.

O comandante chegou em janeiro, teve a pré temporada de quase um mês e mais três meses completos de temporada para demonstrar um grande trabalho, mas não agradou a impaciente torcida alviverde e, pressionado, acabou demitido pelo presidente Maurício Galliote.

LEIA MAIS: Prass se torna o segundo goleiro do Palestra com mais jogos na Libertadores

Os números não foram ruins, em aproveitamento de vitórias. A maioria dos jogos teve vitória palestrina. Algumas derrotas, como acontece em qualquer clube. Mas algumas delas foram fundamentais para a queda de Eduardo Baptista, pela maneira como aconteceram, somadas a pouca evolução de futebol apresentado pelo Palestra Italia. Confira:

Corinthians 1×0 Palmeiras – Campeonato Paulista

O clássico na Arena Corinthians foi a primeira grande pressão que o comandante sofreu no comando palmeirense. O Verdão, com um a mais por mais da metade do tempo, não conseguiu furar a defesa corintiana, que ainda marcou um gol de contra-ataque no final do jogo. A torcida palmeirense não engoliu a derrota pela maneira como aconteceu.

Ponte Preta 3×0 Palmeiras – Campeonato Paulista 

A derrota do Palestra no jogo de ida das semifinais do Campeonato Paulista praticamente havia definido a eliminação do Alviverde na competição estadual. O time sofreu fora de casa e poderia ter tomado mais gols naquela tarde. Eduardo estava vivendo um momento bom, parecendo que havia acertado a equipe, principalmente pela vitória no meio de semana contra o Peñarol. Mas a goleada fez com que a desconfiança voltasse a aparecer.

Jorge Wilstermann 3×2 Palmeiras

A partida da última quarta-feira foi a última chance de Eduardo para permanecer no comando do Verdão. Mais uma vez, o time foi mal fora de casa. Os problemas defensivos continuavam aparecendo e a pouca criatividade do time também. Após uma nova vitória contra o Peñarol, com um segundo tempo brilhante, era a hora de mostrar que o trabalho estava evoluindo. Mas o time voltou a demonstrar os velhos problemas e demitiu o comandante.