Futebol

Réver desmente acusação de “jogo de compadres” na Argentina; confira

Publicado às

Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.

Crédito: Getty Images

O jogo que custou a eliminação do Flamengo na Libertadores, na última quarta-feira, rendeu polêmica. O atacante Nicolás Blandi, do San Lorenzo, acusou o zagueiro Réver de propor um “jogo de compadres” entre as equipes a fim de sustentar um empate, o que poderia garantir ambas na próxima fase – dependendo do resultado do jogo entre Universidad Católica e Atlético-PR, em Santiago.

LEIA MAIS:
Libertadores: veja quanto o Flamengo deixará de faturar com a precoce eliminação

VÍDEO: Eduardo Bandeira bate boca AO VIVO com Mauro Cezar, da ESPN
Flamengo desembarca em silêncio sob protestos da torcida no Rio: “Time sem vergonha”

Na noite desta quinta-feira, Réver, capitão rubro-negro, desmentiu a acusação por meio de uma nota oficial nas redes sociais. Veja só!

O QUE ACONTECEU?

Em entrevista ao programa 90 Minutos de Fútbol, do FOX Sports Argentina, Blandi revelou que Réver sugeriu um jogo de compadres com um empate que classificasse as duas equipes na Libertadores.

“Nos momentos finais, o capitão deles (Réver) se aproximou de mim e disse que o outro jogo estava empatado e nós dois iríamos nos classificar. E eu sabia que era mentira, que precisávamos de um gol a mais”, afirmou o jogador do Ciclón.

ASSISTA: