Futebol

Após descontos e renegociações, São Paulo deve R$ 15 milhões ao Porto por Maicon

Publicado às

Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.

Maicon

Crédito: Créditos da imagem: Érico Leonan / saopaulofc.net

O São Paulo adquiriu o zagueiro Maicon junto ao Porto, de Portugal numa operação que custou caro e ainda rende discussões dentro do clube. O negócio que envolveu jovens da base, pagamentos parcelados e renegociações após atrasos deixou o valor de 4 milhões de euros (cerca de R$ 15 milhões) mais impostos a serem quitados com o Porto.

De acordo com Blog do Rodrigo Mattos, o balanço são-paulino de 2016 registrou que o custo com Maicon atingiu R$ 43, 7 milhões (12 milhões de euros). Para entender o negócio, entram algumas explicações sobre descontos e renegociações. O preço integral da contratação foi, de fato, 12 milhões de euros. Porém, o time português ainda assinou contrato em que se obriga a comprar metade dos direitos de lateral-esquerdo Inácio e o volante Luizão por 3 milhões de euros.

LEIA MAIS
CUEVA É JULGADO POR TJD-SP E LEVA ADVERTÊNCIA POR LANCE COM FAGNER
ANTES CONTESTADO, GILBERTO, DO SÃO PAULO, ESTÁ ENTRE OS ARTILHEIROS DO BRASIL EM 2017
THIAGO MENDES IGNORA FASE DE RIVAIS E VÊ SÃO PAULO ACIMA: ‘SEMPRE SERÁ O PRIMEIRO’

O valor do Maicon como dívida foi contabilizado integramente. Mas o Porto era obrigado a comprar nossos dois jogadores. Assim, não precisamos pagar tudo porque automaticamente serão descontados os créditos dos dois jogadores (6 milhões de euros)”, explicou o diretor financeiro são-paulino, Adilson Alves Martins, ao blogueiro do UOL Esporte.

O Tricolor pagaria a primeira parcela em dezembro passado, mas estava sem dinheiro em caixa e adiou o pagamento para janeiro de 2017. “Agora a dívida está em € 4 milhões e mais impostos”, revelou Martins à publicação.

Dessa forma, a direção são-paulina ainda terá de pagar em torno de R$ 15 milhões ao Porto, valor que pode ser maior ou menor dependendo do câmbio. Existem duas parcelas para 2017, e outras duas em 2018 para serem quitadas.

Contratado por empréstimo no início de 2016, Maicon surpreendeu pela liderança, caiu nas graças da torcida e virou um dos pilares do time que foi até às semifinais da Copa Libertadores. Após o Tricolor acertar a compra em definitivo, o zagueiro, porém, caiu de rendimento e vive com criticas de parte da torcida do Tricolor.