Tênis

Sharapova sobe 1.000 posições no ranking após retorno às quadras

Publicado às

Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.

Crédito: Divulgação

Seis meses após “desaparecer” do ranking mundial da WTA, Maria Sharapova, enfim, ressurgiu no tênis. No primeiro torneio depois de cumprir suspensão de 15 meses por causa de doping, a russa chegou às semifinais do WTA Premier de Stuttgart, na Alemanha. Como não tinha mais classificação, a loira só jogou o torneio por um convite da organização e ficou a duas vitórias de um título.

LEIA TAMBÉM:
Nadal comemora deca em Barcelona na piscina e quase mostra “o que não deve”
Federer confirma que jogará Roland Garros nesta temporada

Quantas lendas do tênis você consegue reconhecer? Faça o teste!

A derrota na semifinal para a francesa Kristina Mladenovic rendeu à Sharapova 185 pontos, que a fizeram subir cerca de 1.000 posições no ranking. Em lista atualizada nesta segunda-feira, a WTA confirmou “Masha” em 262º lugar.

Para sonhar com a volta ao top 100, a russa, ex-número 1 do mundo, terá que somar por volta de mais 420 pontos, já que a italiana Francesca Schiavone, hoje exatamente a 100ª do mundo, tem 602 pontos. Sharapova joga agora na próxima semana o WTA Premier de Madri, outra vez agraciada por um convite dos organizadores.

A russa ainda não tem vaga garantida sequer para o qualifying de Roland Garros, segundo Grand Slam do ano e que começa em meados de maio. Mesmo bicampeã em Paris, Sharapova, a que tudo indica, não será contemplada com convite da organização e então briga para, pelo menos, jogar a fase qualificatória, em que necessita de três vitórias para ingressar na chave principal.