Futebol Paulista

Veja nomes fundamentais no acesso do São Caetano à elite do Paulistão

Publicado às

Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.

Crédito: Crédito da foto: Adriano Stofaleti/AD São Caetano

O São Caetano conseguiu após quatro anos retornar à elite do Campeonato Paulista, ao vencer o Rio Claro por 3 a 0 (no agregado, 5 a 2), no Anacleto Campanella, na última terça-feira (2).

E para conquistar o objetivo, alguns nomes foram importantíssimos durante a campanha, de até então 11 vitórias, cinco empates e cinco derrotas. O Torcedores.com listou os pilares desse ótimo desempenho do Azulão na Série A-2. Veja abaixo:

VEJA MAIS
REI? TÉCNICO QUE SUBIU O SÃO CAETANO À ELITE DO PAULISTÃO CONQUISTA 17º ACESSO DA CARREIRA; CONHEÇA
SÃO CAETANO VENCE O RIO CLARO E ESTÁ DE VOLTA À ELITE DO CAMPEONATO PAULISTA

Alex Reinaldo – O lateral-direito caiu como uma luva no time. Com bom apoio ao ataque e seguro na marcação, ajudou a defesa azulina a ser uma das melhores da competição. Na frente, deu assistências fundamentais para gols.

Sandoval – O capitão do São Caetano é o porta-voz desse time. Apesar de não ser muito técnico, se entrega dentro de campo e de vez em quando deixa seus golzinhos. Foi um verdadeiro líder da defesa.

Esley – O veteraníssimo volante, prestes a completar 39 anos,continua jogando como um garoto, em uma função que exige muito fisicamente, na saída de bola. Em nenhum momento perdeu a posição e permanece em alto nível.

Ferreira – O volante soube aproveitar a altura e conseguiu se dar bem nas bolas aéreas durante a campanha. Além disso, marcou gols importantes no campeonato.

Paulo Vinícius – O jovem meia começou nas categorias de base e em até alguns jogos no profissional como volante, mas o técnico Luis Carlos Martins enxergou potencial em seu futebol e o transformou em um camisa 10 eficiente, de bom passe e movimentação. Resultado: barrou o veterano Francisco Alex, que não mostrou a que veio.

Ermínio – O atacante marcou oito gols na A-2 e acabou ganhando espaço com as atuações irregulares do centroavante Lincom. Além disso, com ele em campo, o ataque ganhou mobilidade do que com o ex-corintiano.

Carlão – É o artilheiro da Série A-2, com dez gols. Mostrou ótima sintonia com Ermínio e deixou o poder ofensivo do São Caetano com bastante movimentação.

Lincom – Não foi brilhante, mas mesmo no banco de reservas na segunda metade da competição foi importante e fez gols importantes. Anotou seis até agora.

Luis Carlos Martins – O técnico soube unir o elenco e fazer um time aguerrido, que soube jogar o Paulistão da A-2. Há quase três anos no cargo, conhece bem as peças que funcionam e que não funcionam no time do ABC. Sem inventar muito, teve papel crucial no acesso.

Assista à festa dos jogadores e da torcida após o jogo:

Técnico Luis Carlos Martins fala segredos do acesso do Azulão à TV Tocedores: