DESTAQUE

Vitor Hugo vai de seleção brasileira a “zagueiro de várzea” em três meses no Palmeiras

Publicado às

Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com

Vitor Hugo Palmeiras

Crédito: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

Poucos jogadores nesta temporada tiveram uma queda de rendimento tão acentuada como o zagueiro Vitor Hugo. Ele foi em três meses de convocação para a seleção brasileira a desempenho questionado pelos torcedores do Palmeiras – alguns até o chamaram de “zagueiro de várzea” nas redes sociais.

Em 2016, Vitor Hugo foi considerado um dos melhores zagueiros da temporada. Seu desempenho ao lado de Mina, tanto defensivamente como ofensivamente, foi uma das armas do técnico Cuca para conduzir o Palmeiras ao título brasileiro após 22 anos de jejum.

LEIA MAIS:
PALMEIRENSES DETONAM VITOR HUGO NO INSTAGRAM: “ZAGUEIRO DE VÁRZEA”

Em janeiro deste ano, Vitor Hugo teve a sua primeira convocação da carreira. Ele foi chamado pelo técnico Tite para o amistoso contra a Colômbia, no estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro), em homenagem às vítimas do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense ocorrido em novembro do ano passado.

Vitor Hugo não teve a oportunidade de entrar em campo na ocasião. Tite chegou a admitir publicamente que pediu desculpas ao zagueiro por não colocá-lo em campo, já que não lhe foi permitido pela organização da partida trocar todos os jogadores na ocasião.

Desde então, Vitor Hugo teve uma queda vertiginosa de desempenho. Esse fato, somado com a boa temporada de Edu Dracena, fez com que o jogador passasse de titular inquestionável a primeiro reserva.

Chance de se recuperar

Nos dois últimos jogos (contra Peñarol e Jorge Wilstermann, pela Libertadores), Vitor Hugo teve a chance de se recuperar e mostrar que merecia voltar a ser titular e não correspondeu. Pelo contrário. Contra os uruguaios, foi sacado no intervalo após o técnico Eduardo Baptista perceber que o sistema com três zagueiros não funcionou. Contra os bolivianos, bobeou nos dois primeiros gols do rival.

Os palmeirenses não perdoaram o desempenho do jogador, e invadiram a sua conta no Instagram para criticá-lo. Alguns chegaram até a chamá-lo de “zagueiro de várzea”.

Vitor Hugo não deixou barato e respondeu no próprio Instagram: “Vocês acham mesmo que eu que quero que as coisas aconteçam assim? Pelo amor de Deus, gente! Vocês já me conhecem há mais de dois anos e sabem que nunca entrei com corpo mole pra defender o Palmeiras”, desabafou.

“Estou passando por uma fase difícil sim. A propósito, é a pior da minha carreira. Mas logo essa urucubaca vai passar também, e as coisas vão voltar a dar certo. Mas se vocês realmente acham que tenho que ir embora, espero que Deus ouça vocês”

Ele ainda falou sobre as críticas que vem sofrendo no seu desabafo. “Sou profissional pra caramba e não admito que coloquem isso em duvida. Impossível vocês estarem mais putos do que eu viu, porque era a chance de eu voltar pro time. Mas é isso aí. Amanhã vou estar lá na academia de novo trabalhando forte porque a vida é assim: nada como um dia após o outro”.