Will Power vence o GP de Indianápolis da Indy

Will Power venceu neste sábado (13) o Grande Prêmio de Indianápolis, quinta etapa da temporada 2017 da Verizon IndyCar Series, disputada no circuito misto do Indianapolis Motor Speedway. O australiano da Penske travou uma boa disputa com Helio Castroneves durante parte da corrida, levou vantagem na estratégia de paradas nos boxes, e seguiu para a vitória.

Leonardo Marson
Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

Crédito: Foto: IndyCar

A segunda posição ficou com Scott Dixon, piloto da Ganassi que largou da quarta colocação e avançou durante a corrida. Ryan Hunter-Reay levou o carro da Andretti ao terceiro lugar, e foi seguido por Simon Pagenaud, que ultrapassou Castroneves nas voltas finais. O brasileiro da Penske, que precisou usar os pneus mais duros no último stint, completou a lista dos cinco melhores.

Graham Rahal terminou a corrida na sexta colocação com o carro da RLL, enquanto Max Chilton, piloto da Ganassi, ficou com a sétima posição. Alexander Rossi levou o equipamento da Andretti-Herta ao oitavo lugar, enquanto Spencer Pigot, piloto da ECR, terminou em nono. Juan Pablo Montoya, da Penske, fechou a lista dos dez melhores.

Tony Kanaan teve uma corrida tumultuada em Indianápolis nesta tarde. O brasileiro da Ganassi foi atingido por Marco Andretti ainda na primeira volta, e precisou visitar os boxes para trocar um pneu furado. Com a ausência de bandeiras amarelas, o baiano não conseguiu se reposicionar, e terminou apenas na 20ª posição.

A Verizon IndyCar Series terá prosseguimento no dia 28 de maio, com a disputa da 101ª edição das 500 Milhas de Indianápolis. Antes disso, na segunda-feira (15), começam os treinos livres para a mais importante corrida do automobilismo americano.

Confira como foi o GP de Indianápolis

Will Power manteve a primeira posição na largada, seguido por Helio Castroneves. Scott Dixon conseguiu a ultrapassagem sobre Josef Newgarden para ganhar a terceira posição, enquanto Juan Pablo Montoya completou a primeira curva no quinto posto. Mais atrás, Tony Kanaan foi tocado por Marco Andretti e rodou, sendo obrigado a visitar os boxes com um pneu furado.

Ryan Hunter-Reay superou Pagenaud na segunda volta para assumir a oitava posição, enquanto Kanaan foi aos boxes para trocar um dos pneus e reparar seu carro. Sébastien Bourdais deixou a corrida na quarta volta com problemas no carro da Dale Coyne. Um giro depois, Andretti foi penalizado pelo toque em Kanaan, que seguiu na mesma volta do líder.

Charlie Kimball começou a avançar na sexta volta, e conseguiu ultrapassagens sobre Andretti e Muñoz para assumir a 14ª posição. Na frente, Power disparou 2s4 de frente para Castroneves. Hunter-Reay superou Alexander Rossi na 16ª volta para ganhar a sexta colocação. O atual campeão das 500 Milhas de Indianápolis perdeu desempenho e foi ultrapassado por Spencer Pigot no giro seguinte.

James Hinchcliffe abriu a rodada de paradas nos boxes, enquanto Montoya perdeu rendimento e deixou a lista dos cinco primeiros na 19ª volta. Entre os líderes, Castroneves, Newgarden e Hunter-Reay fizeram a parada na volta 23, enquanto Power e Dixon trocaram pneus e reabasteceram na passagem seguinte.

Após as paradas, Castroneves assumiu a liderança da prova, seguido por Power, Dixon, Newgarden e Hunter-Reay. Mais atrás, Graham Rahal ultrapassou Mikhail Aleshin, assumindo a 13ª posição. Pouco depois, Charlie Kimball abandonou a prova com problemas em seu carro. James Hinchcliffe, por sua vez, perdeu rendimento, e despencou da sétima para a nona posição.

Conor Daly, da AJ Foyt, abriu a segunda rodada de paradas nos boxes na volta 41, enquanto Power e Pagenaud trocaram pneus na 43ª passagem. Scott Dixon parou no 44º giro, enquanto Castroneves ficou mais tempo na pista, fazendo o reabastecimento na 45ª passagem.

Power retomou a liderança após a rodada de pit stops, e abriu 3s2 de frente para Castroneves, que começou a descontar a vantagem do australiano rapidamente. Apesar disso, o brasileiro cometeu um erro e viu o companheiro de equipe ampliar novamente a diferença. Terceiro colocado, Dixon se tornou o piloto mais rápido da pista, e passou a se aproximar dos dois ponteiros.

Rossi superou Montoya para ganhar a nona posição na volta 62. Newgarden se aproximou de Dixon quando restavam 23 voltas para o encerramento da prova, e os dois foram aos boxes no complemento desta volta. O neozelandês levou vantagem e retornou na frente. Power veio aos boxes dois giros depois, enquanto Castroneves entrou na passagem seguinte.

Josef Newgarden precisou cumprir uma punição por excesso de velocidade nos boxes, e despencou para a 12ª posição. Power retomou a liderança, voltando à pista com 5s8 de frente para Castroneves, que utilizando os pneus mais duros, passou a ser pressionado por Dixon. O neozelandês conseguiu a ultrapassagem com 17 voltas para o encerramento da corrida.

Castroneves seguiu perdendo posições, e acabou ultrapassado por Ryan Hunter-Reay na volta 74. Na frente, Dixon passou a descontar timidamente a vantagem de Power. Pagenaud foi mais um piloto a ultrapassar o brasileiro da Penske, tomando a quarta posição.

Power viu Dixon se aproximar nos giros finais, mais garantiu a vitória no misto de Indianápolis.

Foto: IndyCar