Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

De novo Messi a mico no Corinthians, Defederico se defende de críticas: “Pouco me importa”

Destaque do Huracán ao formar dupla com Pastore em 2009, o argentino Matias Defederico se transferiu para o Corinthians com status de estrela, mas deixou o clube pela porta dos fundos quatro anos depois.

Bia Palumbo
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Crédito da imagem: Bia Palumbo / Torcedores.com

Chamado de Novo Messi, Defederico frustrou a torcida e após 30 jogos e nenhum brilho. Atualmente ele defende a Universidad Católica-EQU, rival do Fluminense nesta noite pela Sul-Americana.

LEIA MAIS:
Ex-Corinthians comanda rival do Fluminense na Sul-Americana
Técnico da Universidad Católica-EQU define time para enfrentar o Fluminense; veja escalação
Confira provável escalação do Fluminense para jogo contra Universidad Católica-EQU

“É lindo voltar ao Maracanã. Estou em outro momento da minha vida, é um torneio internacional e portanto muito mais importante. Temos a intenção de sair daqui com a vitória. Somos uma equipe humilde que vamos enfrentar um clube grande do Brasil, mas estamos confiantes. Se fizermos as coisas como combinamos desde que estávamos no Equador poderemos fazer um grande jogo”, garante o argentino.

Esta será a segunda experiência dele no estádio carioca. “Quando estava no Corinthians também enfrentei o Fluminense e empatamos por 1 a 1”, lembrou ele. A partida aconteceu em outubro de 2009 e valia pela 28ª rodada do Brasileirão. Na ocasião, o time do Parque São Jorge era comandado por Mano Menezes, atual técnico do Cruzeiro.

Aqui no Brasil dizem que eu fracassei por talvez não ter jogado da melhor maneira no Corinthians, mas não vejo desta forma. Alguns disseram que a camisa pesou, mas joguei dois anos lá e isso não é pouca coisa. Pouco me importa se os jornalistas acham que eu seria um mito e não fui. Me dedico sempre em todos as partidas e honro a camisa. Futebol é minha vida e meu trabalho, então tento lidar com isso da melhor forma possível”, acrescentou.

O jogador ainda rodou por clubes dos Emirados Árabes, Índia e Turquia. “Tive muitas idas e vindas na minha carreira, sempre surgiram propostas e pude escolher onde jogaria. Passei por vários lugares do mundo, mas estou feliz e satisfeito com a minha vida. Por onde vou me conhecem, então isso é ótimo”, finalizou.

EXCLUSIVO: IMAGENS DO TREINO DA UNIVERSIDAD CATÓLICA-EQU NO MARACANÃ