Após temporada ruim, Gabigol nega arrependimento por ter deixado o Santos

O atacante Gabigol não viveu grande fase em sua primeira temporada na Itália defendendo as cores da Inter de Milão. Tanto é que um possível empréstimo para outro clube do continente europeu é cogitado pela imprensa de lá. Mesmo assim, o jogador revelou não sentir arrependimento de deixar o Santos.

Luiz Felipe Longo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Facebook Gabigol

“Claro que não me arrependo. Fui feliz no Santos, conquistei títulos e saí para um grande time. A primeira temporada é sempre difícil, mas hoje eu sou um novo jogador, um novo homem, entendo mais o futebol na Itália. Fui feliz no Santos e vou ser feliz na Inter”, disse ao GloboEsporte.com.

LEIA MAIS:
SANTOS QUER ACIONAR FIFA CONTRA IDA DE LUCAS LIMA AO BARCELONA
EMPRESÁRIO DE ZAGUEIRO DO SANTOS VIAJA À FRANÇA PARA OUVIR PROPOSTAS PELO JOGADOR

Gabigol deixou o Santos em agosto do ano passado, após conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O atacante era chamado até mesmo para a seleção brasileira principal e era apontado como um dos principais nomes do alvinegro durante a temporada.

No entanto, ao chegar na Itália, contra a vontade do então técnico da Inter, Frank de Boer, acabou passando por mau momento. Não foi aproveitado pelo treinador holandês e continuou não tendo chances após sua saída, com o novo comandante, Stefano Pioli. Atuou apenas dez vezes, sendo uma delas como titular, e balançou as redes apenas uma vez.

Pelo Santos, o atacante brasileiro fez 156 jogos, com 57 gols e 25 assistências. Além disso, ganhou dois Campeonatos Paulistas pelo clube da Vila Belmiro, nos anos de 2015 e 2016. A Inter de Milão desembolsou em torno de 29,5 milhões de euros, aproximadamente R$109 milhões.