Isaquias Queiroz diz que pode abandonar canoagem caso técnico deixe equipe

O sucesso de Isaquias Queiroz e da equipe brasileira da canoagem de velocidade nos Jogos Olímpicos do Rio 2016 tem como um de seus principais fatores o treinador espanhol Jesús Moran. Comandante da equipe desde 2013, o técnico vem passando por um drama pessoal após fazer uma cirurgia para retirar um tumor do cérebro.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Alexandre Loureiro/Exemplus/COB

A preocupação sobre o estado de saúde do treinador comove os atletas da equipe de canoagem brasileira. Tanto que Isaquias afirmou em entrevista ao Globoesporte.com que deixaria o esporte caso Moran não seja mais o técnico do time nacional.

LEIA MAIS

IRÃ VENCE O UZBEQUISTÃO E É O 3º PAÍS CLASSIFICADO PARA A COPA DO MUNDO DE 2018

“Se ele tivesse que ir embora, acho que eu teria parado. Eu não teria continuado com a canoagem. Já são anos juntos e nos entendendo muito bem. E vir uma outra pessoa eu não teria a mesma confiança que tenho com o Jesús. Criei essa confiança. A gente morou na mesma casa, conhece um ao outro e sabe dos problemas que cada um tem. É uma coisa legal um saber do outro”, declarou o três vezes medalhista no Rio-2016.

“Se for outro treinador, não sabemos como poderá ser, o comportamento… nem quero pensar nisso. Já pensei muito e decidir que, se o Jesús for embora, aqui eu não fico não. Se ele for embora, encerro minha carreira. Ele representa tudo para mim. Sem ele não existe o Isaquias Queiroz que todo mundo conhece. Devo tudo isso a ele, não estaria na seleção se não fosse por ele”, completou.

Jesús Moran vem fazendo tratamento para curar problemas relacionados ao tumor e já voltou a trabalhar com a seleção de canoagem.  Apesar da possível ameaça de deixar o time caso o espanhol deixe o comando, Queiroz afirmou em entrevista ao jornal Correio da Bahia que estará em Tóquio-2020 para buscar a medalha de ouro.

 

(Crédito da foto: Alexandre Loureiro/Exemplus/COB )