Sheik relembra detalhes de sua saída do Flamengo: “começaram a me sacanear”

O atacante Emerson Sheik, que acumulou passagens de sucesso em grandes clubes do Brasil, atuou pela primeira vez em 2017, pela Ponte Preta, no último domingo (4).

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Crédito da foto: Getty Images

O seu último clube profissional havia sido o Flamengo, que acabou liberando o jogador após o término do contrato, encerrado em novembro de 2016.

LEIA MAIS:
Renato Maurício Prado detona Zé Ricardo no Flamengo: “não consigo acreditar”

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Sheik participou do programa Resenha ESPN e foi questionado por um internauta sobre seus últimos meses no clube rubro-negro, onde foi muito pouco utilizado pela comissão técnica.

Na resposta, Emerson já começou deixando claro o respeito ao Flamengo e aos torcedores: “Vou tomar cuidado ao falar pelo respeito ao Flamengo, instituição, e em respeito aos torcedores flamenguistas. (…) Muricy assumiu, teve o problema de saúde dele, eu era o cara de confiança dele e do clube”,  iniciou relembrando o antigo treinador na época que o colocava para jogar.

Sobre o momento que acabou sendo “deixado de lado”, nem o Sheik soube dizer o motivo: “Eu achei uma p… sacanagem, e ficou difícil entender, me perguntam o que aconteceu e eu não sei. O Zé assumiu depois do problema de saúde do Muricy, não me deu satisfação de absolutamente nada, não que teria que dar, mas é que eu fiquei afastado um tempão, treinando mais que todos. (…)Ninguém entendia nada o que estava acontecendo, foi muito triste para mim enquanto atleta, profissional, porque se eu ligo o f… e mando todo mundo para aquele lugar, que era a vontade, a torcida iria me ver como marginal”, afirmou.

O atleta então fez as críticas aos que supostamente disseram que ele não estava treinando: “Eu desafio, inclusive, falar o dia que eu não treinei. Melhor, o dia que não treinei à partir o momento que começaram a me sacanear. Cheguei a falar que sou adulto, sou pai de três filhos, muito bem resolvido na vida, não preciso do futebol para absolutamente nada”, disse.