Lutas

Amanda Nunes quer mostrar força no UFC 213 “Essa arena tem que mudar o nome pra arena da Leoa”

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Instagram Amanda Nunes

Amanda Nunes estará presente na edição do UFC 213, que acontece este sábado (08), em Las Vegas, EUA. Participando da luta principal, da “Semana Internacional da Luta”, a Leoa defenderá o título contra a lutadora do Quirguistão, Valentina Shevchenko, na T-Mobile Arena.

“Essa arena tem que mudar o nome pra “arena da Leoa””, disse a lutadora rindo em entrevista ao site combate.com, em Las Vegas. “Se você não tem uma promoção da mídia para te ajudar, você como atleta tem que fazer isso. Eu realmente tenho que entrar e mostrar que sou a melhor do mundo e é isso que eu venho fazendo a cada luta e vou continuar fazendo no sábado.” Seguiu a brasileira.

LEIA MAIS: AMANDA NUNES ENCARA RIVAL QUE RETRUCA “ESTÁ AGINDO IGUAL UMA MALUCA”

Amanda entende que não tem o reconhecimento merecido após diversas lutas em que demonstrou seu potencial. Hoje número um da posição no ranking, a Leoa diz que esse é mais um desafio que ela terá de superar para deixar de ser apenas a “menina que bateu na Ronda”.

“Algumas pessoas ainda me param na rua e falam: “Ah você é a menina que bateu a Ronda”. Não, eu sou a Amanda Nunes, a campeã peso-galo do UFC. É triste ainda não ter esse reconhecimento, mas eu acredito que sou aquela atleta que tem que continuar provando, sabe? Lutar e ganhar, e continuar até chegar o momento que realmente as pessoas vão olhar para mim como a campeã. Essa é mais uma luta que eu vou continuar provando. Depois dessa luta, aí sim as pessoas vão realmente começar a me chamar de campeã, a me reconhecer como campeã, tudo leva um tempo.”

A brasileira vem de cinco vitórias consecutivas no UFC e acredita que a luta de sábado ajudará as mulheres no MMA feminino que tanto vem crescendo no cenário das lutas. Aos 29 anos, Amanda Nunes enfrenta Valentina com uma vitória no placar. As duas se enfrentaram em 2016 com a brasileira melhor na competição.

“Ela voltou de uma forma espevitada, falando mais, mas é bom para promover a luta. Gostei dessa nova Valentina. Acho que ajudou um pouco a vender essa luta. Aquilo não foi nem um soco, foi uma empurradinha. Isso tudo fez parte para vender um pouco mais, acho que os fãs gostam de ver essa rivalidade.” Finalizou a atleta.