Extra-campo

Opinião: arbitragem, seus graves erros e suas consequências

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Brasileirão

Crédito: Getty Images

O assunto arbitragem deve ser o mais polêmico desde que o futebol foi criado, muito se falava na profissionalização do árbitro como forma de sanar ou diminuir consideravelmente os fatídicos erros, esse assunto de profissionalização da arbitragem não vem mais a baila porém é um tópico importante para as mesas redondas das crônicas esportivas e principalmente para o alto comando da arbitragem.

Os custos desta profissionalização talvez tenham sido até agora o impeditivo principal desta adequação, os jogadores são profissionais, os técnicos são profissionais, os dirigentes também o são porque só o árbitro é “amador”? O árbitro desempenha uma função especifica em sua vida profissional e como segunda “profissão” trabalha como árbitro, como cobrar em alto nível de quem se divide e não tem tanto tempo ou talvez quase nenhum para se qualificar física e tecnicamente?

A pré-temporada da arbitragem é mais uma avaliação do que uma qualificação propriamente dita, porque não investir em reciclagem?

Aumenta-se o número de auxiliares que deveriam dar um suporte de forma que os erros diminuíssem consideravelmente porém se fizermos um estudo estatístico acredito que as soluções implantadas até o momento caminharam na contramão da solução.

O jogo Corinthians e Flamengo foi marcado por erros de lado a lado, porém na dosimetria dos erros o mais grave pesou contra o líder Corinthians que teve um gol legítimo anulado, pelo andar da carruagem vamos trazer a tecnologia em massa para o futebol e vamos engessar o jogo.

Acredito que a profissionalização da arbitragem e a alteração de algumas regras possam trazer soluções para o futebol moderno.

LEIA MAIS:
ÁRBITRO RELATA XINGAMENTO DE JUAN NA SÚMULA: “APITOU PARA O PALMEIRAS”
ÁRBITRO DE SANTOS X FLAMENGO NEGA INTERFERÊNCIA EXTERNA EM PÊNALTI
ÁRBITRO EXPLICA COMEMORAÇÃO INUSITADA APÓS EMPATE DE SÃO PAULO X GRÊMIO