Futebol

Botafogo admite “apagão” após derrota em casa, mas garante: “Não houve relaxamento”

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito da imagem: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Com a vitória garantida até os 38min do 2º tempo, o Botafogo levou a virada do São Paulo e o placar terminou 4 a 3 para o tricolor.

Artilheiro do jogo, Marcos Vinicius balançou as redes por duas vezes mas sentiu cansaço e deu lugar a Guilherme, autor do terceiro gol. “Não houve relaxamento, o São Paulo veio pra cima e gostou do jogo“, resumiu o ex-jogador do Cruzeiro ao passar pela zona mista do Estádio Nilton Santos.

Foi um jogo aberto, com muitos gols. O São Paulo conseguiu a virada praticamente em um apagão nosso e temos coisas para consertar. O Botafogo vinha de sete jogos sem perder, então agora não vamos buscar fantasmas por causa de uma derrota. O jogo foi ficando muito aberto, então jogando em casa tem que ir pra cima, você faz e leva, quando fica assim tudo pode acontecer“, analisou Jair Ventura na coletiva de imprensa.

O técnico também elogiou a postura do rival. “O São Paulo estava em um grande dia e conseguiu uma bela vitória.
O jogo estava igual, com a gente um pouco mais cansado, e o São Paulo colocou dois jogadores de velocidade, então o time sofreu bastante com isso. Não conseguimos ficar com a bola, o São Paulo teve méritos e controlou o jogo no final.
“, disse. “A gente não soube administrar o jogo com a vantagem. Também foi mérito do São Paulo, porque eles vieram em cima da gente, com jogadores de qualidade conseguiram virar o jogo. Isso tem que servir de lição para que não aconteça mais“, completou o goleiro Gatito Fernández.

A torcida sabe que esse time aqui luta até o final sempre. Aconteceu um apagão, estávamos um pouco afastados demais, agora fica como aprendizado“, lamentou o zagueiro Igor Rabello na saída do gramado.

O discurso de Rodrigo Pimpão foi na mesma linha. “Foi um apagão do nosso time, mas isso não pode acontecer. Tivemos oportunidades para fazer mais gols e não concretizamos. Eles souberam jogar no nosso erro e tiveram qualidade para finalizar. Saímos tristes e chateados, vamos tomar isso como aprendizado para não acontecer novamente“, completou o atacante logo após o apito final.

O time de Jair Ventura volta a campo na próxima quarta (2), às 21h45 (de Brasília), quando encara o atual campeão brasileiro Palmeiras pela 18ª rodada do Brasileirão no Estádio Nilton Santos.

LEIA MAIS:
7 torcedores do Botafogo que não se desesperaram com a derrota para o São Paulo
Botafogo 3 x 4 São Paulo: assista aos melhores momentos
Homenagem a Abel Braga marca início Botafogo x São Paulo; torcida presta solidariedade

FICHA TÉCNICA – Botafogo 3 x 4 São Paulo

Local: Estádio Nilton Santos (Engenhão), no Engenho de Dentro, Rio de Janeiro-RJ
Data e horário: sábado (29), às 16h (de Brasília)
Arbitragem: André Luiz de Freitas Castro, Bruno Raphael Pires, Leone Carvalho Rocha, Marcio Soares Maciel, Roberto Giovanny Oliveira Silva e Breno Veira Sousa
Cartão amarelo: Petros (SAO)
Público e renda: 17.139 (14.016 pagantes) / R$ 528.120,00
Gols: Cueva, aos 17min do 1º tempo, Marcos Guilherme, aos 38 e aos 46 do 2º tempo, e Hernanes, aos 41min do 2º tempo (SAO); Marcos Vinicius, aos 19min e 25min do 1º tempo, e Guilherme, aos 23min do 2º tempo (BOT)
BOTAFOGO – Gatito Fernández, Luis Ricardo, Igor Rabello, Carli e Victor Luis (Victor Lindenberg); Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, João Paulo e Marcos Vinicius (Guilherme); Rodrigo Pimpão e Roger (Brenner). Técnico: Jair Ventura.
SÃO PAULO – Renan Ribeiro, Bruno, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei, Petros (Marcos Guilherme), Hernanes e Cueva; Marcinho (Wellington Nem) e Lucas Pratto (Gilberto). Técnico: Dorival Junior.