Futebol

OPINIÃO: MOMENTO PARA O CRICIÚMA APROVEITAR MÁ FASE DO INTERNACIONAL

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução: Facebook Criciúma Esporte Clube

O tão temido Internacional/RS, que prometia ser o bicho-papão da Série B do Brasileiro, mostra dificuldade em se manter na zona de acesso à Série A, o G4. Nos últimos cinco jogos (15 pontos em disputa), o Inter conquistou seis pontos, ou seja, três empates, uma vitória e uma derrota. Na última rodada, foi derrotado pelo Boa Esporte/MG, por 1 x 0, em pleno Estádio Beira-Rio.

Leia mais:
Opinião: seis jogos de invencibilidade do Criciúma e seus efeitos colaterais
Após vencer duas vezes o Inter como zebra, zagueiro dispara: “menosprezaram a gente”
Retorno da dupla de zaga titular é “dor de cabeça boa” para o técnico Luiz Carlos Winck

O clube está longe de corresponder às expectativas da torcida, que projetava a equipe colorada na ponta da tabela com facilidade. Mas Série B é isso: equilíbrio absoluto. A segunda divisão nacional é interessantíssima nesse sentido.

Ainda mais porque as equipes teoricamente menores se esforçam ao máximo para bater o Internacional, que é um dos gigantes no cenário nacional. Além disso, os atletas sabem que ter uma boa atuação diante do Inter pode abrir “janelas” para futuras contratações por parte da equipe colorada.

Momento do Tigre

A fase que o Criciúma vive é boa. São seis jogos de invencibilidade, ascensão na tabela de classificação da Série B e retomada de confiança por parte dos torcedores e atletas. Pelo que fez até aqui, o Tigre conta com plenas condições de superar o Internacional às 16h30 deste sábado, dia 8, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre/RS.

O técnico Luiz Carlos Winck é conhecedor do futebol gaúcho. Treinou o Caxias/RS recentemente e conhece o adversário como poucos. Isso é um fator extremamente positivo para o tricolor Sul-catarinense, que vem de empate em 0 x 0 na última rodada, diante do Vila Nova/GO. Criciúma e Internacional não é Davi contra Golias. É Golias contra Golias.