Futebol

Cuca diz que Palmeiras sentiu falta de Guerra em jogo na Libertadores

Publicado às

Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com

Cuca

Crédito: Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

Durante coletiva de imprensa, o técnico Cuca falou sobre o motivo da ausência do meia-atacante Alejandro Guerra, que deixou a concentração do jogo contra o Barcelona-EQU por conta de um acidente doméstico de seu filho. Para o treinador, o jogador fez uma falta muito importante no jogo em Guayaquil.

“Foi uma notícia ruim, que podia ser pior. Muito pior. Lógico que é um baque, um choque. Ele correndo de um lado para o outro no corredor, desesperado, sem saber o que está acontecendo. Todos participam disso. Não tem nada a ver com o resultado do jogo, mas emocionalmente é ruim para todos. Quem é pai sabe o que passa em uma situação como essa”, diz o técnico.

LEIA MAIS:
REFORÇO E BRASILEIRÃO! VEJA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO CRUZEIRO QUE BOMBARAM NESTA QUARTA-FEIRA
PALMEIRAS PERDE PARA O BARCELONA-EQU; VEJA AS NOTAS DOS JOGADORES
ALEXANDRE GAMA REVELA SONHO DE COMANDAR O FLU:”QUERO AJUDAR O CLUBE DE ALGUMA MANEIRA”

Cuca completou durante a coletiva de imprensa: “Você olha ele pelo corredor correndo de um lado para o outro, desesperado. Desencontro de informações, notícias vindas, pesadas para um criança de 3 anos que teve afogamento. Todo mundo sente. Quem é pai sente. Qualquer ser humano sente. Mas isso não teve influencia no resultado. O que pode ter influenciado foi a não presença dele”

Para Cuca, a saída do venezuelano influenciou no resultado: “Mudou, porque Guerra é um meia de rara inteligencia. Faz grande parte dos lançamentos. Infelizmente teve esse problema, não pode jogar e sentimos muito. Não é desculpa pela derrota, mérito do Barcelona”, concluiu.