Futebol

Diretoria do Corinthians teme que a vantagem na liderança faça com que os árbitros prejudiquem o time no Brasileirão

Publicado às

Especialista em Futebol Italiano e Basquete no Torcedores.com.

Crédito: Roberto de Andrade, presidente do Corinthians, foi um dos que reclamaram da arbitragem. Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

O Corinthians saiu reclamando de um gol mal anulado após o empate em 1 a 1 com o Flamengo, na capital paulista.

Mais uma rodada marcada por polêmicas de arbitragem. Dessa vez, foi no clássico que reúne as duas maiores torcidas do país. Quando o confronto entre Corinthians e Flamengo estava 0 a 0, o assistente mineiro Pablo Almeida da Costa anulou incorretamente o gol que seria marcado pelo Jô, no começo do primeiro tempo. O jogo terminou empatado em 1 a 1, na capital paulista. Os corintianos saíram da partida inconformados. Há o temor de que a vantagem na ponta pode fazer com que o clube possa continuar sendo prejudicado.

LEIA MAIS: CORINTHIANS X FLAMENGO: ARBITRAGEM ERRA IMPEDIMENTO E ANULA GOL LEGAL DE JÔ; ASSISTA

Após o empate com os cariocas, Flávio Adauto, diretor de futebol do Corinthians, não escondeu a sua indignação. Ele está preocupado e não duvida que os árbitros possam continuar prejudicando os paulistas por causa da diferença na liderança do Campeonato Brasileiro.

“De minha parte, há (preocupação dos árbitros continuarem prejudicando o time). Porque o campeonato vai perder o brilho… Olha, briguem pelo segundo lugar se for o caso. Ninguém está pensando que o Corinthians tem o titulo assegurado, mas fazer esse tipo de coisa acho que é o jogo sujo, que não é legal. Erro crasso é difícil. Já tivemos dois pontos perdidos contra o Coritiba em um gol do Jô, agora mais dois pontos perdidos em um erro do bandeira.”

Quem também reclamou da arbitragem mineira foi o Roberto de Andrade, presidente do clube. Ele ficou inconformado pelo fato do erro ter sido cometido em um lance fácil, segundo o dirigente.

“Erro faz parte, mas não é duvidoso. É muito fácil apitar um lance como esse. Não tem o que fazer, você fica indignado. Não é possível que um lance daquele, para quem é um assistente profissional, se enganar. Não precisa deixar de trabalhar, tem de melhorar a arbitragem num todo. Não é só a favor do Corinthians, não. Toda rodada você vê problema de arbitragem. Não falo de ma fé porque não posso afirmar, seria leviano.”