Pirelli diz que furo lento em pneu causou problema com Vettel na Inglaterra

Um furo lento causou o problema no pneu dianteiro da Ferrari de Sebastian Vettel nas voltas finais do Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula 1, disputado em Silverstone. A Pirelli divulgou nesta sexta-feira (21) o resultado da investigação feita pela empresa, que admitiu já suspeitar que o problema tivesse sido causado por este motivo.

Leonardo Marson
Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

Crédito: Foto: Getty Images

Vettel ocupava a segunda colocação da prova quando, restando duas voltas para o final, o pneu se deteriorou, obrigando o alemão a visitar os boxes. O alemão cruzou a linha de chegada na sétima colocação, e viu a diferença para Lewis Hamilton, vencedor da prova realizada em Silverstone, cair para apenas um ponto.

A Pirelli também alegou não ter encontrado a causa do problema no pneu utilizado por Kimi Räikkönen, companheiro de Vettel na Ferrari. A fabricante de pneus, porém, não chegou a uma conclusão sobre o que aconteceu com o composto usado pelo finlandês, e disse que precisará de mais alguns dias para descobrir o que aconteceu de fato.

Veja a nota emitida pela Pirelli:

A Pirelli concluiu a análise do pneu dianteiro esquerdo P Zero macio amarelo, que o afetou o piloto Sebastian Vettel nas últimas duas voltas do Grande Prêmio da Inglaterra.

Uma investigação completa confirmou que a causa que originou o dano foi um furo, como já se evidenciava desde domingo à tarde. A consequente condução do carro para o pit-stop, já com o pneu danificado, causou o problema final.

O pneu danificado de Kimi Raikkonen demonstrou menos evidências do que pode ter ocorrido, necessitando de mais testes e análises, que estão em andamento no laboratório da Pirelli. Serão necessários mais alguns dias para chegar a uma conclusão definitiva.

Foto: Getty Images