Jiu-Jítsu

“Quero o Hall da Fama no Jiu Jitsu”, diz Fernanda Mazzelli

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução: Facebook Oficial Fernanda Mazzeli

Após o mundial de Jiu Jitsu, Fernanda Mazzelli tirou um período de folga. A tri-campeã mundial voltou para sua cidade natal, Guarapari, no Espírito Santo após o bronze na edição 2017. “Parei por 10 meses, depois voltei lutando o Rio Open, o Brasileiro e outros torneios. Me senti fora de ritmo, mas a intenção agora é melhorar o jogo e voltar ao ritmo antigo”, comenta Mazzelli.

Lutando em casa no próximo mês, Mazzelli quer vencer perto da sua torcida no Vitória Open. Ainda na região sudeste, a lutadora conquistou um ouro no peso e uma prata no absoluto, lutando pela academia Strike JJ. Com apenas 28 anos, a expectativa do Vitória Open para Fernanda é de boas lutas e vitórias para seu card no tatame, “São mais de cinco anos que não luto no Espírito Santo, já está na hora de voltar aos tatames capixabas”, diz a atleta. No BH Open a atleta não conseguiu superar a surpresa da competição. Pela Allianz, Tayane garantiu duas medalhas de ouro, sendo uma delas em cima de Mazzelli

Câmara de kimono

Reeleita como vereadora da cidade, a campeã tem um projeto social que passa o Jiu Jitsu para crianças carentes na região capixaba. Administrando a sua carreira política e também a de lutadora, Fernanda, já pensa no seu quarto título mundial em 2018 e treina forte para isso. “Quero entrar para o Hall da fama do Jiu Jitsu, quero esta quarta conquista”, afirma Mazzelli. Atualmente o Hall da Fama feminino consta apenas com brasileiras, são oito no total. Nomes conhecidos como Kyra Gracie, Gabi Garcia e Letícia Ribeiro dos Santos.

O Vitória Open ocorre dia 5 e 6 de agosto na capital do Espírito Santo, no Centro Esportivo Tancredo de Almeida Neves, as inscrições já estão abertas para todas as faixas, desde Branca até a faixa preta.