Futebol

Jogo entre Goiás e CRB termina em confusão e membro da comissão técnica precisa ser contido

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Após a vitória do Goias em casa e por 3 x 0 sobre o CRB houve uma grande confusão entre jogadores e membros da comissão técnica, Wilton Bezerra, auxiliar técnico do CRB, foi atingido pelo estudo de um policial e perdeu a cabeça, precisando ser contido pelos colegas.

Após o término do jogo, os jogadores do CRB e do Goiás iniciaram uma discussão. A polícia entrou em campo para separar a confusão e levar os times aos seus vestiários. Porém, enquanto tentava separar a briga o policial encostou seu escudo em Wilton Bezerra, auxiliar técnico do CRB.

O auxiliar ficou extremamente exaltado devido a isso e perdeu a calma, chegando a ir para cima do policial. Jogadores de seu time e até mesmo do Goiás se aproximaram para conter Wilton, que gritava muito.

O auxiliar técnico se acalmou e dirigiu-se ao vestiário, esbravejando, mas este não foi o fim da confusão. Os jogadores seguiram discutindo sobre alguns lances, gritando palavras de baixo nível.

O clima esquentou e os jogadores reclamavam uns dos outros era possível ouvir muitas ofensas, xingamentos e acusações, como a de ter empurrado outro jogador.

Enquanto isso, outros jogadores convidavam os companheiro a cessar a briga e ir para o vestiário, como muitos já haviam feito.

O atacante do CRB Neto Baiano mostrou que desaprova cenas como a que ocorreu no fim do jogo, e que não viu a confusão que aconteceu, pois estava triste por não ter conseguido converter uma penalidade máxima.

O atacante ressaltou que os jogadores devem dar o exemplo e demonstrar paz, ao invés de brigar.

“Confusão besta. Futebol não é para esse tipo de coisa. Não vi o que aconteceu. Estava muito triste por ter perdido o pênalti. Temos que ter paz e demonstrar em campo. Nós jogadores temos que dar o exemplo.”

Assista ao momento da confusão: