“Fim do sonho” e “Lições à Uruguaia”: as manchetes dos jornais uruguaios após a eliminação do Boston River

Boston River foi derrotado por 4 a 1 em casa pelo Cerro Porteño e deu adeus à Copa Sul Americana. A pequena equipe uruguaia começou bem o jogo, mas após sofrer o gol de pênalti aos 20 minutos do primeiro tempo se perdeu e foi presa fácil para os paraguaios.

Nicolás Alejandro Bianchi Sica
Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito: Reprodução Facebook Boston River

O jornal El Observador, na sua seção de esportes Referi, colocou na sua manchete que o Boston River teve uma lição tática e sofreu com as armas características das equipes uruguaias: solidez defensiva e contra-ataques letais. O jornal salienta que o jogo foi definido no segundo gol do Cerro Porteño, marcado pelo Ortigoza aos dois minutos do segundo tempo. Daí em diante, a equipe uruguaia saiu desesperada em busca dos gols necessários e deixou espaços que foram bem aproveitados pela experiente equipe paraguaia, que garantiu a classificação sem sofrimento.

Já o jornal El Pais, na sua seção de esportes Ovación Digital, elogiou o esforço da equipe uruguaia e disse que o nível do jogo da ída foi um convite à ilusão, mas que os sonhos caíram por terra rapidamente e a eliminação foi justa. O jornal ainda destacou a capacidade de marcação da equipe paraguaia, assim como a velocidade para sair nos contra-ataques “letais”, segundo Ovación. O destaque positivo para o Bosto River, ainda de acordo com o jornal, foi a volta de Federico Rodriguez, que marcou seu primeiro gol após seis meses fora dos gramados por conta de uma contusão no joelho.

Já no Paraguai, os jornais mostraram toda a euforia após a classificação do Cerro Porteño. O ABC Deportes chamou a equipe de “Ciclone da Sul Americana” e elogiou a velocidade e capacidade dos paraguaios de se recuperarem, após um início de temporada com muita instabilidade. Já o La Nación destacou a classificação, dizendo que foi uma “grande vitória”. Por último, o jornal Hoy Deportes destacou a história da equipe paraguaia, afirmando que foi a bagagem interacional que garantiu a vaga ao Cerro Porteño.

Ficha técnica: Boston River 1 x 4 Cerro Porteño

Estádio: Parque Central (Montevideo)

Árbitro: Victor Carrillo (Peru)

Cartões Amarelos: Scotti, Rodriguez, Cepellini, Flores (Boston River), Ortigoza (Cerro Porteño)

Gols: 0-1, m.22: Jorge Rojas, de pênalti. 0-2, m.47: José Ortigoza. 0-3, m.52: José Aguilar. 0-4, m.68: Willian Candia. 1-4, m.79: Federico Rodríguez.

Boston River: Adrián Berbia; Nicolás Barán, Joaquín Pereyra, Guillermo Fratta; Pablo Cepellini, Diego Scotti, Diego Gurri (m.56, Robert Flores), William Klingender (m.50, Federico Rodríguez), Pablo Álvarez; Maximiliano Pérez (m.70, Agustín Nadruz), Bruno Foliados. Treinador: Alejandro Apud.

Cerro Porteño: Antony Silva; Marcos Cáceres, Santiago Molina, Ignacio Pallas (m.65, Raúl Cáceres), Jorge González; Juan Aguilar, Marcos Riveros, Willian Candia; Jorge Rojas, Oscar Ruiz (m.70, Juan Rodrigo Rojas), José Ortigoza (m.58, Alfio Oviedo). Treinador: Leonel Álvarez.

LEIA MAIS:
BOSTON RIVER TEM DUAS DÚVIDAS PARA ENFRENTAR O CERRO PORTEÑO
BOSTON RIVER X CERRO PORTEÑO: ACOMPANHE O PLACAR AO VIVO