Futebol

No Mineirão, último encontro entre Palestras teve Willian em noite inspirada

Publicado às

Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Palmeiras é o time que mais sofreu pênaltis no Campeonato Brasileiro da Série A

Crédito: Cesar Greco/Divulgação/Palmeiras

Meio a pressão para voltar a ter bons resultados no Brasileirão, o Cruzeiro recebe o Palmeiras, no Mineirão, palco do próximo encontro entre os Palestras. Por coincidência, a última partida em que estas equipes se enfrentaram em Belo Horizonte teve como personagem principal o atacante Willian, hoje no Verdão. Na ocasião, os paulistas abriram a contagem logo nos primeiros minutos do confronto, depois da zaga celeste falhar e Gabriel Jesus aproveitar. Posteriormente, “Bigode” entrou em ação para fazer dois gols e consolidar o triunfo estrelado.

À época, os clubes viviam situações bem distintas no Brasileirão. Enquanto o Palmeiras era líder do torneio, o Cruzeiro vivia momentos de terror na zona de rebaixamento. Coincidentemente, assim como nesta temporada de 2017, os problemas na defesa assombravam a retaguarda celeste e o alvo dos torcedores era Bruno Rodrigo, hoje no Grêmio.

LEIA MAIS:

BARCELONA-EQU X PALMEIRAS : ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS

MANO DEVE GANHAR REFORÇOS DO DM PARA OS SETORES OFENSIVO E DEFENSIVO DO CRUZEIRO

Com os três pontos somados, o Cruzeiro cravou na competição sua segunda vitória consecutiva e posteriormente conseguiu se livrar da zona da degola. Por outro lado, mesmo que momentaneamente a liderança do Verdão tivesse ficado em xeque, isso não foi problema no decorrer da competição, já que no final o time paulista levantou o caneco do Brasileiro mais uma vez.

Os embates entre Cruzeiro e Palmeiras sempre foram muito acirrados, contudo, na década de 90 o encontro dos Palestras ganhou ainda mais em rivalidade, muito pelas decisões de títulos da Copa do Brasil e duelos emocionantes nos mata-matas da extinta Copa Mercosul. Porém, quando o assunto são os jogos em Belo Horizonte, a Raposa costuma fazer valer seu mando de campo.

Pelo Brasileirão no Gigante da Pampulha foram realizados 22 confrontos, sendo que os cruzeirenses levaram a melhor em 11 partidas e os palmeirenses em apenas quatro. Em sete oportunidades o duelo terminou sem vencedor.