Extra-campo

Em nota oficial, Flamengo e Fluminense se unem por estádios

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Com aluguel elevado do Macanã, dupla Fla-Flu prefere outros estádios (Divulgação/Site Oficial Flamengo)

Em nota oficial publicada tanto no site oficial do Flamengo, quanto do Fluminense, os clubes se uniram pela resolução dos problemas com os estádios do Rio de Janeiro. Ambos tinham o Maracanã como casa principal nos últimos anos, mas problemas no acordo com a administração do estádio os obrigou a procurar outras soluções.

LEIA MAIS:
BOTAFOGO CONFIRMA EVENTO PARA PARTIDA DA LIBERTADORES
PEDIDO DE “FORA LECO” ENCHE AS REDES SOCIAIS DO SÃO PAULO
MARQUINHOS DEFINE SEU FUTURO NO BASQUETE DO FLAMENGO

No ano passado, o Flamengo jogou grande parte do Campeonato Brasileiro no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo, enquanto o Fluminense mandou a maioria das partidas no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Atualmente, o clube das laranjeiras vem atuando no Estádio Giulite Coutinho, do América-RJ, e o clube da gávea vem atuando na Ilha do Urubu, estádio da Portuguesa-RJ.

Confira abaixo a nota oficial dos presidentes da dupla Fla-Flu falando sobre os problemas com o Maracanã, sobre estádios próprios e sobre a necessidade de se apropriarem de outros locais para mandarem seus jogos no Rio de Janeiro.

Pedro Abad – Presidente do Fluminense
É uma meta da diretoria do Fluminense construir o nosso estádio, ter a nossa casa. É uma incumbência da nossa gestão dar esse importante passo e consideramos extremamente relevante contar com a parceria do Flamengo. A aptidão das duas instituições fará a diferença e estamos convictos do sucesso do nosso planejamento, que tem como objetivo não só contribuir com a elevação de patamar dos clubes, como também agregar notavelmente ao dia a dia dos torcedores e da população carioca.”

Eduardo Bandeira de Mello – Presidente do Flamengo
É extremamente salutar que clubes da importância de Flamengo e Fluminense trabalhem em conjunto para definir soluções de estádios que atendam aos anseios de seus torcedores e que levem em consideração o interesse público: dos moradores da cidade e dos contribuintes. Esse esforço compreende a busca por uma solução para o Maracanã – infelizmente cada vez mais distante e também a exploração de alternativas de estádios próprios para cada uma das agremiações.”