Futebol

Opinião: Contra o Godoy Cruz, Grohe teve atuação para calar a boca dos críticos

Publicado às

Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Grêmio

Foto: Grêmio

Crédito: Crédito da foto: Reprodução/Facebook oficial de Marcelo Grohe

O futebol dá voltas. Menos de 10 dias após falhar na derrota para o Corinthians, líder do Brasileirão, o goleiro Marcelo Grohe se redimiu em grande estilo. Com três defesas sensacionais, o gremista garantiu a vitória do Tricolor contra o Godoy Cruz, em Mendoza, e deixou bem encaminhada a classificação às quartas de final da Libertadores. Para isso, basta um empate no próximo dia 9 de agosto, na Arena.

Grohe teve na noite da última terça-feira uma de suas maiores atuações com a camisa do Grêmio. Ela serviu para calar a boca de muitos críticos que pediram a sua saída após a falha há mais de uma semana.

VEJA MAIS:
Atuação de Grohe contra o Godoy Cruz leva gremistas à loucura
Presidente do Grêmio admite possibilidade de perder pelo menos um jogador nesta janela 

A posição goleiro é a mais ingrata que existe. Desconheço qualquer um que não tenha falhado algum dia.

Grohe pode não ser o melhor do mundo, está longe disso, mas tem uma história que merece ser respeitada no Grêmio, onde está desde os 13 anos de idade. Ele se profissionalizou em 2005 e teve mais altos do que baixos. Em dezembro do ano passado foi fundamental na conquista da Copa do Brasil, sepultando um tabu de 15 anos sem títulos nacionais. Os ingratos esqueceram disso.