Futebol

Petros entrega e faz Carille revelar que São Paulo o consultou para ‘aprovar’ contratação

Publicado às

Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.

Petros

Crédito: Foto: Reprodução/ESPN.com.br

Ex-companheiros de trabalho no Corinthians, Petros e Fábio Carille estiveram no Resenha ESPN deste domingo. Dentre alguns assuntos, o volante colocou o técnico na fogueira e fez ele revelar que o São Paulo o consultou para o treinador dar ”aprovação’ na contratação do camisa 6 pelo Tricolor.

“Para o Corinthians e o que pouca gente sabe é que para o São Paulo também”, revelou Petros, sobre avaliações do técnico em sua contratação. “No São Paulo ninguém sabia, mas coloquei ele na fogueira. Ele teve que dar aprovação”, completou Petros aos risos.

Fábio Carille então contou o que aconteceu e afirmou é comum os clubes ligarem para outros para pedir informações de jogadores que já passaram por lá.

“Isso é muito normal entre os clubes de perguntar sobre o profissional, e ligaram (do São Paulo) perguntando do Petros, como ele era, o que ele poderia fazer dentro de campo e eu falei: aqui no Corinthians ele trabalhou mais de lado, mais ou menos o que o Romero faz hoje, e lá na Europa não estava acompanhando muito. Mas o pouco que eu vi, ele jogava mais por dentro e ele mesmo falou que por muito tempo jogou como primeiro (volante) no Bétis”, explicou o técnico do Corinthians.

“Mas é normal isso entre os clubes, de perguntarem quando vão contratar algum atleta”, completou Carille. Vale ressaltar que o técnico ligou para o Internacional e Atlético-MG para ouvir informações de Jô.

Antes de explicar essa situação embaraçosa, Carille havia sido questionado como fez parte da aprovação na contratação de Petros para o Corinthians, quando na época o jogador foi destaque no Paulistão pela Penapolense.

“Essa situação do Petros aconteceu em 2014, estreou contra o Atlético-MG lá em Uberlândia”, relembrou Carille. “Numa fogueira, o Renato (Augusto) se machucou e o Mano Menezes mandou me chamar ‘e aí? Vai dar conta do recado? E o Atlético-MG era o melhor clube do Brasil, havia acabado de ser campeão da Libertadores e o ataque era Jô, Ronaldinho Gaúcho e Tardelli, nada mais”, brincou Petros.

“Foi um jogo que foi zero a zero (contra o Atlético-MG). E ele fez realmente um Campeonato Paulista e o time da Penapolense era muito bom. Ele chegou no Corinthians e precisou jogar logo e já vestiu a camisa, se sentiu em casa e fez uma temporada maravilhosa no Corinthians”, elogiou o técnico do Timão.