Futebol

Pratto responsabiliza atletas por saída de Ceni e quer ‘homenagear’ comissão demitida

Publicado às

Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.

Pratto

Crédito: Reprodução/TV São Paulo

Dois dias após a saída de Ceni, Lucas Pratto foi o primeiro jogador a comentar sobre o assunto e durante sua coletiva nesta quarta-feira, o atacante viu os atletas do São Paulo como responsáveis pela demissão do técnico e ainda quer uma vitória no clássico para ‘homenagear’ a comissão técnica que estiveram no clube nos últimos sete meses.

Pratto sabe do momento delicado que o São Paulo atravessa e classificou as saídas de Ceni, Charles Hembert e Michael Beale como “golpe duro”, e mostrou confiança para o grupo sair dessa situação incomoda.

“Quando acontece a saída do treinador, a responsabilidade é nossa, é dos jogadores. O momento não é o que pensávamos quando começamos o Brasileiro ou mesmo quando o treinador começou seu projeto nos Estados Unidos, quando eu não havia chegado. É um golpe muito forte e triste para nós. Temos de trabalhar, não tem tempo para lamentar”, explicou.

Pratto ainda colocou uma meta para ‘homenagear’ Ceni e a comissão técnica que deixou o clube. “Conseguir por nós e pela comissão técnica que foi demitida uma vitória contra o Santos”, completou.

Em campo, Rogério Ceni conseguiu 14 vitórias, 11 empates e 10 derrotas e mais três eliminações, números não esperados pela torcida e jogadores no início do ano. Mas Pratto foi sincero quanto ao falar o motivo de não ter dado certo a parceria com o ex-goleiro.

“Em campo fomos muito ruim. Abaixo da expectativa nossa. Coletivamente e taticamente. Não conseguíamos fazer o que treinávamos. O Rogério é muito capacitado e estava preparado. A verdade é que não conseguimos ajudá-lo dentro de campo coletivamente e emocionalmente. Cada vez que tomava um gol não conseguia reagir. No último fim de semana foi claro”, declarou. “Tomamos um gol e depois automaticamente tomamos outro. Contra time grande é difícil reverter. O problema foi não colocar em prática no jogo o bom trabalho do treinador durante a semana”, concluiu.

Para a partida diante do Santos, Pintado ficará interinamente no comando do São Paulo. Na próxima semana, Dorival Junior poderá ser anunciado e dar sequência no Brasileirão.