OPINIÃO: Quem poderia assumir essa barca furada?

Barca furada: no ultimo sábado (22), o Vitória foi derrotado pela Chapecoense por 2×1 no Barradão. Fato que vem se repetindo constantemente. o Clube rubro-negro não vence na Toca do Leão, desde o jogo contra o Atlético-Mineiro, no dia 11 de junho.

Oséias Alves
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução: Facebook Oficial EC Vitória

Leia mais:
Após reunião, Vitória decide por demissão de Petkovic
Veja os melhores momentos de Vitória x Chapecoense
Com muitos desfalques, veja a lista de relacionados do Vitória para o jogo contra a Chapecoense

Após a demissão de Alexandre Gallo, o Vitória ainda segue sem treinador. Quem poderia assumir esse time em forte declínio no campeonato?

Logo após o jogo, a notícia que corria nos ares do Barradão era que Paulo César Carpegiani, treinador conhecido pelos torcedores do Vitória, estava contratado para o decorrer do Campeonato Brasileiro. O treinador interino, Flávio Tanajura chegou a desejar boa sorte a Carpegiani, mas em coletiva, o diretor de futebol Dejan Petkovic negou a contratação e disse que estava buscando nomes no mercado. Será que o problema do Vitória é apenas treinador?

Após a negativa de Carpegiani, que alegou estar negociando com o futebol chinês, o nome mais forte foi o de Vágner Mancini, que ano passado treinou o clube e deixou o rubro-negro na zona de rebaixamento. Outros nomes especulados foram o de Rogério Ceni – ídolo de São Paulo, que começou a carreira de treinador do clube paulista esse ano, deixando o time na zona de rebaixamento – e o de Toninho Cerezo, um dos grandes nomes do futebol brasileiro e que treinou o rubro-negro em 2012.

O Vitória segue ‘rodando em círculos’. Mas a verdade é que, com um clima totalmente conturbado dentro e fora de campo, qual o treinador capaz de assumir este Vitória decadente? O clube precisa de mudanças radicais, tanto no administrativo, quanto na contratação de novos jogadores. Se no início do ano a expectativa era passar longe da zona de rebaixamento, hoje é tentar a manutenção. A tarefa não está nada fácil.