Futebol

Santos faz jogaço com Atlético-PR e larga em vantagem na Libertadores

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Santos

Crédito: Foto: Reprodução/Facebook Conmebol Libertadores Bridgestone

Foi um verdadeiro jogaço! Digno de Copa Libertadores da América! O Santos saiu em vantagem no duelo de ida das oitavas de final ao superar o Atlético-PR pelo placar de 3×2, nesta quarta-feira (05), no estádio da Vila Capanema, em Curitiba, no Paraná.

Na partida de volta, marcada para o estádio da Vila Belmiro, no dia 10 de agosto, o Peixe pode até mesmo perder por um de vantagem que fica com a vaga para as quartas de final, onde enfrentará o vencedor de Palmeiras x Barcelona de Guayaquil. Para o Furacão, é necessário vencer por dois gols de diferença.

LEIA MAIS:
ATLÉTICO-PR X SANTOS: ASSISTA AOS GOLS DO DUELO BRASILEIRO NA LIBERTADORES
CONMEBOL ESTUDA MUDANÇAS EM TRANSMISSÕES DA LIBERTADORES

Gol cedo e empate

Mesmo não jogando em seu estádio habitual, o Atlético-PR se impôs no início e abriu o placar aos 6 minutos. Sidcley escapou pelo lado direito e cruzou rasteiro. A bola passou por Lucho González, mas não por Nikão, que emendou de perna esquerda, sem qualquer chance para Vanderlei.

Acuado, o Santos não conseguia sair para o jogo e o tão sonhado contra-ataque não aparecia. Então, aos 25 minutos, ele apareceu! De maneira fulminante, Jean Mota acionou Lucas Lima, que deu passe açucarado para Kayke finalizar no alto, na saída do goleiro Weverton, deixando tudo igual.

O gol fora de casa é importantíssimo para os santistas, que viram o Atlético-PR assustar em duas oportunidades. Em ambas brilhou Vanderlei. Na primeira, Otávio cruzou direto para o gol e o camisa 1 apareceu para dar um tapinha. Depois, em chute rasteiro de Lucho González, esticou-se todo para fazer defesa brilhante, com a bola ainda pegando na trave antes de sair, e o empate assegurado.

Falha e jogo aberto

A etapa complementar começou em ritmo acelerado com as duas equipes buscando criar oportunidades de marcar. Primeiro, Thiago Maia aproveitou vacilo de Rossetto, tocou para Kayke, mas Weverton se agigantou para cima dele. A resposta paranaense veio em chute de Douglas Coutinho, que foi para fora.

No entanto, o futebol é cruel. Se Weverton salvou o Furacão no primeiro lance do segundo tempo, falhou feio aos 11 minutos. Victor Ferraz arriscou de longe, o goleiro não conseguiu segurar, “bateu roupa”, e a bola caminhou pela linha, oferecendo-se para Bruno Henrique completar para as redes e virar o jogo a favor do Santos.

O terceiro gol santista foi uma verdadeira pintura. Lucas Lima dá passe espetacular para Bruno Henrique pelo lado esquerdo. O atacante dá belo drible no marcador e cruza rasteiro para Kayke, que dá toque de letra, sensacional. Só que o Atlético-PR respondeu logo em seguida, quando Rossetto ajeitou para Ederson descontar.

Próximos jogos

Os dois times agora voltam as atenções para o Campeonato Brasileiro, onde entram em campo no próximo domingo (09). Pela décima segunda rodada, o Santos faz clássico com o São Paulo, na Vila Belmiro, às 19h (de Brasília), enquanto mais cedo, às 11h (de Brasília), o Atlético-PR visita a Chapecoense na Arena Condá.