Futebol

Santos tem carência de gols nesta temporada; confira os números

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução: Facebook Oficial Santos Futebol Clube

Desde da época de Pelé, o time do Santos é conhecido por ser uma equipe de muitos gols e de muitas goleadas, o tal do famosos ‘DNA ofensivo’. Entretanto, este ano o Peixe tem tido dificuldades em balançar as redes adversárias. Nos 34 jogos disputados na temporada, foram marcados 50 gols, uma média de 1,47 gols por partida.

Leia mais:
Kayke pede ‘espírito de libertadores’ contra o Atlético-PR
Após temporadas boas, Ricardo Oliveira sofre com ano ruim no Santos
Rodrigão quer espaço no Santos, mas não descarta procurar outro clube

Essa falta de gols do time da Vila Belmiro tem muito a ver com a má fase que os atacantes do Peixe tem vivido. Ricardo Oliveira, um dos destaques da equipe nas últimas temporadas, tem sofrido com as lesões e gripes desde do começo do ano, além de atuações apagadas e sem brilho quando entra em campo. Rodrigão que começou o Campeonato Paulista como titular e fazendo gols na estreia do estadual, sofre também com as lesões e não tem tantas oportunidades. A outra opção é Kayke que, comparado com os outros dois, foi o melhor em relação a gols e vem sendo aproveitado na equipe principal. Confira os números:

Ricardo Oliveira – 17 partidas; 4 gols; 0,23 gols p/ jogo

Rodrigão – 8 partidas; 3 gols; 0,37 gols p/ jogo

Kayke – 22 partidas; 7 gols; 0,31 gols p/ jogo

Contudo, mesmo com essa carência de gols no ataque, o setor defensivo merece destaque nesta temporada. Em 34 partidas o time sofreu apenas 29 gols, média de 0,85 por jogo, mostrando um equilíbrio entre os dois lados. No Brasileirão, por exemplo, o Santos tem o 5° pior ataque do campeonato, porém é a 2ª melhor defesa empatado com o Flamengo e perdendo somente para o Corinthians.

Sabendo dessa dificuldade ofensiva, a diretoria já corre atrás de um atacante de peso para que possa voltar a fazer gols com maior frequência. O nome mais cotado por enquanto é de Nilmar, com passagens de Corinthians e Internacional, o jogador passa por exames médicos na capital paulista. O único empecilho é o histórico de lesões do atleta, mas caso passe nos exames, o acordo estará bem encaminhado.