Futebol

Santos vence Atlético-PR pela Libertadores; veja as notas dos jogadores

Publicado às

Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.

Santos vence Atlético-PR pela Libertadores; veja as notas dos jogadores

Crédito: Foto: Ivan Storti/ Santos FC

O Santos conseguiu um importante resultado pela ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América, diante do Atlético Paranaense, na Vila Capenema. O Peixe saiu atrás do placar, mas conseguiu dar a volta por cima e resistindo a pressão no final do jogo ganhou de 3 a 2.

Com isso, na partida de volta que acontece na Vila Belmiro, o Alvinegro Praiano pode perder por até 2 a 1 para se classificar às quartas de final da competição continental. Vale lembrar, que o clube paulista é o único invicto no torneio.

LEIA MAIS:

DUAS JOGADORAS DO SANTOS SÃO CONVOCADAS PARA SELEÇÕES BRASILEIRAS DE BASE

VÍDEO: MARTA CONVOCA TORCIDA DO SANTOS PARA LOTAR VILA NA SEMIFINAL DO BRASILEIRÃO FEMININO

ATACANTE DO SANTOS FALA DA EXPECTATIVA DE CHEGAR NA FINAL DO BRASILEIRÃO FEMININO

Veja as notas dos jogadores:

Vanderlei:

Fez ótimas defesas durante o jogo e se não fosse ele o resultado poderia ser outro. Vive grande fase, melhor goleiro do futebol brasileiro, Tite está cometendo um tremenda injustiça ao deixa-lo de fora da Seleção Brasileira. – 7.0

Victor Ferraz:

Teve algumas dificuldades na marcação durante o primeiro tempo, melhorou como toda equipe nos 45 minutos finais, participou bem de algumas tramas ofensivas do Peixe e foi decisivo no segundo gol – ele entrou pelo meio, chutou, o goleiro do Atlético-PR deu rebote e Bruno Henrique conferiu. – 6.5

David Braz:

Atuação segura e não comprometeu o sistema defensivo do Alvinegro Praiano. Apesar dos santistas não gostarem dele, faz uma boa temporada. – 6.5

Lucas Veríssimo:

JOGÃO do jovem defensor, ganhou quase todas pelo alto e foi muito sério, sem querer fazer firula ou algo do tipo. Gigante partida do muitas vezes contestado zagueiro. – 7.0

Jean Mota:

Mais um jogo em que o meia improvisado na lateral-esquerda vai mal. O camisa 20 é ruim na defesa (no segundo gol do Furacão ficou olhando), quando tem a bola é pior ainda. Tem jogadores sem técnica que conseguem se destacar pela inteligencia tática, mas nisso ele também é horrível – muito BURRO. – 3.0

Renato:

Ficou mais na proteção da defesa, só se aventurava ao ataque na boa. Deu sustentação e segurança para poder liberar mais Thiago Maia e Victor Ferraz. Com a bola no pé, a calma e tranquilidade de sempre. – 6.0

Lucas Lima:

O melhor em campo na minha humilde opinião, foi o diferencial para o Alvinegro Praiano sair com o triunfo de Curitiba. Desde o primeiro minuto, chamou a responsabilidade e fez da bola uma ervilha. Foi dele o passe para Kayke empatar em 1 x 1. – 8.0

Thiago Maia:

Um LEÃO dentro de campo, marcando por dois e ainda aparecendo no ataque. Foi outra peça chave na vitória santista na Vila Capanema. – 7.0

Copete:

Tenho minhas ressalvas tecnicamente falando sobre o colombiano, mas ninguém pode questionar sua qualidade de leitura de jogo, ele taticamente é perfeito e fez uma partida gigante contra o Atlético-PR. – 7.0

Bruno Henrique:

Foi dele o passe para o terceiro gol de Kayke. Em alguns momentos é afobado e precipitado, mas é muito rápido, dribla como ninguém, só precisa treinar mais finalizações. – 7.5

Kayke:

O que falar do camisa 11? Foram dois gols e um comprometimento tático espetacular, não pipocou e mostrou muita frieza na hora de finalizar sobre a meta de Weverton. – 7.5

Vecchio:

Entrou na parte final do jogo e pouco tocou na bola, sem nota.

Noguera:

Para felicidade dos santistas, foi colocado apenas faltando dois minutos ao términa da partida, esse também fica sem nota.

Levir Culpi:

Errou em dar muito espaço no início do duelo para o Atlético Paranaense, acertou a marcação quando trocou de lado Copete e Bruno Henrique. Foi ousado na etapa final ao adiantar a marcação e agredir o adversário, voltou a pecar ao sacar Lucas Lima. – 7.0