Futebol

Sport quebra tabu de quase 30 anos após vitória contra o Bahia no Brasileirão

Publicado às

Especialista em Futebol Italiano e Basquete no Torcedores.com.

Crédito: O Sport superou a ausência do Diego Souza para derrotar o Bahia, fora de casa. Foto: Felipe Oliveira/Bahia EC

O triunfo contra os baianos, na Fonte Nova, em Salvador, garante os pernambucanos entre os seis primeiros no Campeonato Brasileiro.

A vitória contra o Bahia, neste domingo, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, marcou a quebra de um longo tabu. Faziam 28 anos que o Sport não sabia o que era vencer o rival jogando fora de casa. O triunfo por 3 a 1 garantiu os pernambucanos no G-6, no grupo de equipes que garantem vaga para a Libertadores. O time está em sexto no Brasileirão, com 27 pontos.

LEIA MAIS: DIRETORIA DO CORINTHIANS TEME QUE A VANTAGEM NA LIDERANÇA FAÇA QUE OS ÁRBITROS PREJUDIQUEM O TIME NO BRASILEIRÃO

Neste período de quase três décadas, além da Série A, Bahia e Sport se enfrentaram pela segunda divisão da competição nacional e na Copa do Nordeste. O último confronto foi pela final do torneio regional e os baianos foram campeões ao vencerem a decisão por 1 a 0. O revés pesou na demissão do então técnico Ney Franco, e pouco tempo depois, Vanderlei Luxemburgo foi anunciado como o novo técnico do Sport.

No total, foram 13 partidas com nove triunfos do Bahia e quatro empates. Vale lembrar que a última vitória do Sport em Salvador havia sido no dia 18 de outubro de 1969, pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, os pernambucanos venceram por 2 a 1.

Após a vitória fora de casa, os comandados de Luxemburgo vão contar com o apoio de sua torcida na próxima rodada da competição nacional. O adversário da 18ª rodada será o Fluminense. Os times vão se enfrentar na próxima quarta-feira, dia dois de agosto, às 19h30, na Ilha do Retiro. Já o Bahia, vai jogar fora de casa, contra a Chapecoense, no mesmo dia e horário, na Arena Condá. Será um confronto direto na parte debaixo da tabela, pois as equipes estão separadas por apenas dois pontos. Os catarinenses estão em 12º com 21 pontos, enquanto os nordestinos ocupam a 14ª colocação com 19.