Vettel vence de ponta a ponta o GP da Hungria de F1

Publicado às

Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

Crédito: Foto: Getty Images

Sebastian Vettel venceu o Grande Prêmio da Hungria, 11ª etapa da temporada 2017 da Fórmula 1, disputado no circuito de Hungaroring. Foi a quarta vitória do alemão da Ferrari no ano, esta conquistada de ponta a ponta, apesar de ter enfrentado problemas em seu carro na segunda metade da corrida realizada neste domingo (30).

O alemão sofreu com problemas elétricos em sua Ferrari após a parada nos boxes, e viu Kimi Räikkönen e Lewis Hamilton se aproximarem muito, mas ainda assim, Vettel não foi realmente ameaçado pelos rivais em nenhum momento da prova. Coube a Räikkönen, que pediu para a equipe de Maranello inverter as posições, terminar em segundo.

Valtteri Bottas, que cumpriu uma ordem de equipe e inverteu sua posição com Hamilton, terminou a corrida em terceiro, mesmo sendo pressionado por Max Verstappen no final. Isso aconteceu por conta de uma nova troca de posições na volta final, deixando Hamilton na quarta posição. O holandês da Red Bull terminou em quinto, depois de ser punido por um acidente que tirou Daniel Ricciardo, seu companheiro de equipe, ainda na largada.

Fernando Alonso terminou a prova na sexta colocação com a McLaren, levando a melhor sobre Carlos Sainz, piloto da Toro Rosso com quem travou uma batalha por posições na primeira parte da prova. Sergio Pérez completou a prova em oitavo, seguido por Esteban Ocon, seu companheiro de Force India. Stoffel Vandoorne, da McLaren, completou o top-10.

A Fórmula 1 terá agora sua parada para as férias de verão europeu, e só será retomada no dia 27 de agosto, quando será disputado o Grande Prêmio da Bélgica em Spa-Francorchamps.

Confira como foi a corrida

A largada teve Sebastian Vettel mantendo a primeira colocação, enquanto Kimi Räikkönen manteve o segundo posto. Valtteri Bottas seguiu em terceiro, enquanto os dois pilotos da Red Bull passaram por Lewis Hamilton. Porém, Max Verstappen acertou o carro de Daniel Ricciardo, que abandonou a prova. A direção de prova acionou o Safety Car.

Também na largada, mas no pelotão de trás, Romain Grosjean e Nico Hülkenberg se tocaram, e o piloto da Haas saiu da pista, despencando para a 16ª colocação. Após a bandeira amarela, a prova tinha Vettel na liderança, seguido por Räikkönen, Bottas, Verstappen e Hamilton. O holandês, porém, passou a ser investigado pela direção de prova.

A relargada aconteceu na sexta volta com Hamilton atacando Verstappen pela terceira colocação. No giro seguinte, a direção de prova puniu o piloto da Red Bull com 10 segundos por conta do acidente com Ricciardo. Na frente, Vettel começou a se distanciar de Räikkönen, abrindo 2s8 para o companheiro de equipe na décima volta.

A direção de prova passou a investigar um incidente entre Fernando Alonso e Carlos Sainz na relargada. Um pouco depois, o piloto da McLaren se queixou do representante da Toro Rosso. Na volta 16ª, Marcus Ericsson reclamou com a Sauber pedindo para superar Pascal Wehrlein, que ocupava a 18ª posição. O sueco dizia ser mais rápido que o alemão.

Vettel abriu três segundos em relação a Räikkönen na volta 19, enquanto os comissários optaram por não punir nenhum dos dois espanhóis pelo incidente na relargada. Nico Hülkenberg superou Jolyon Palmer, que foi orientado a deixar o caminho livre ao companheiro de equipe Renault. A janela de parada nos boxes foi aberta na volta 21 por Grosjean, que passou a correr com pneus macios.

O francês da Haas passou a andar lento pela pista por conta de um pneu que não foi colocado corretamente em seu carro. Grosjean abandonou a corrida por conta disso. Na frente, a Ferrari seguia comandando as ações, mas Räikkönen diminuiu a diferença para Vettel para dois segundos na volta 28. Três giros depois, a Mercedes chamou Bottas para os boxes, colocando pneus macios.

Lewis Hamilton também colocou os pneus de faixa amarela na volta 32. Um giro depois foi a vez de a Ferrari chamar Vettel aos boxes, fazendo com que Räikkönen assumisse a liderança da corrida pela primeira vez. A primeira posição do finlandês durou apenas uma volta, já que o time de Maranello fez a troca de pneus em seu carro no giro seguinte.

Carlos Sainz e Fernando Alonso, que disputam o sexto lugar, pararam nos boxes na volta 36, com o piloto da Toro Rosso mantendo-se à frente. O bicampeão tentou atacar o piloto conterrâneo, mas deu uma escapada da pista. Na frente, Hamilton se aproximou de Bottas, o terceiro colocado da prova na volta 38.

Vettel passou a ter problemas com a direção de sua Ferrari, e viu a equipe orientá-lo a não passar por sobre as zebras. Räikkönen, por sua vez, reclamou com o time que os pilotos da Mercedes estavam se aproximando. Na frente, Verstappen seguia na liderança, mas sem fazer a parada nos boxes e nem pagar a punição de dez segundos sofrida ainda no início da corrida.

O holandês da Red Bull finalmente fez sua parada nos boxes na volta 43, caindo para o quinto lugar. Outro que trocou os pneus foi Stoffel Vandoorne, que quase atropelou um dos mecânicos. A Ferrari identificou um problema elétrico no carro de Vettel. Hamilton passou a pedir para a Mercedes para atacar Bottas, considerando ter mais ritmo que o companheiro e os rivais italianos.

A Mercedes inverteu as posições de Bottas e Hamilton, fazendo com que o inglês assumisse a terceira colocação da prova. O inglês se aproximou rapidamente de Räikkönen e de Vettel, mas a Ferrari insistiu em ter manter o alemão à frente do finlandês. Mais atrás, Verstappen passou a descontar a diferença, ainda que viesse muito longe dos ponteiros.

Hamilton cortou a diferença de Räikkönen para quatro décimos na volta 59, enquanto Vettel passou a se distanciar dos dois, abrindo 1s5. Quatro voltas depois, Paul di Resta, que substituiu Felipe Massa na corrida deste domingo, abandonou a prova.

Hamilton manteve a pressão sobre Räikkönen, mas não conseguiu ameaçar o finlandês. Verstappen, por sua vez, encostou em Bottas restando quatro giros para o final da corrida. Nico Hülkenberg abandonou a corrida na última volta. Hamilton ainda devolveu a posição para Bottas no último giro, enquanto Vettel seguiu para a vitória.

Foto: Getty Images