Tênis

Wimbledon: Algoz de Wawrinka joga moedas para juíza em protesto

Publicado às

Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.

Crédito: Reprodução/Youtube

Após ser a sensação da primeira rodada de Wimbledon ao bater o suíço Stan Wawrinka, o russo Daniil Medvedev voltou a chamar a atenção, mas agora pelo lado negativo nas quadras do All England Club. Nesta quarta-feira, o atual número 47 do ranking ATP protagonizou uma cena polêmica ao ser eliminado pelo belga Ruben Bemelmans em cinco sets.

LEIA TAMBÉM:
Bruno Soares se diz confiante por título inédito em Wimbledon: “Preparação foi perfeita”

Bia Haddad e Thiago Monteiro perdem chances e são eliminados de Wimbledon

Medvedev abriu a carteira e jogou moedas para a juíza de cadeira, Mariana Alves. Segundo ele, a juíza estaria beneficando o oponente ao marcar um “overrule” (corrigiu a marcação de um juiz de linha) que deu a quebra de saque para o rival do russo na quinta parcial.

Enfurecido, Medvedev chegou a ir para a cadeira e disse que não voltaria ao jogo se Mariana não fosse substituída, algo proibido nas regras do tênis. O russo chegou a pedir a presença do supervisor, porém teve que se contentar em retornar à partida, que acabou em favor de Bemelmans.

Após o cumprimento de mãos com o adversário, Medvedev abriu a carteira e jogou moedas em direção da árbitra, simulando que ela teria sido “comprada”.

Assista:

Medvedev chegou a receber advertência por conduta inadequada e certamente levará multa da Federação Internacional de Tênis (ITF) pelo episódio em Wimbledon.